Filmes e séries

Retrospectiva exibe filmes de Douglas Sirk, diretor que influenciou Almodóvar e Ozon

Divulgação
Cena de "Imitação da Vida" (1959), com Lana Turner (à direita) Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

27/04/2012 15h50Atualizada em 27/04/2012 15h52

O Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo exibe entre os dias 16 de maio e 10 de junho retrospectiva do diretor Douglas Sirk, mestre do melodrama em Hollywood. Ele influenciou diretores com Fassbinder, Pedro Almodóvar, François Ozon, Mike Leigh e Todd Haynes.

"Sirk: O Príncipe do Melodrama" vai apresentar 29 filmes do mestre, entre eles as grandes obras-primas dos anos 50 "Tudo o que o Céu Permite" (1955) e "Palavras ao Vento" (1956) e "Imitação da Vida" (1959). Além dos 30 filmes, a mostra exibirá cinco filmes de diretores que influenciaram Sirk, como John Stahl, ou que foram influenciados por ele, como R.W. Fassbinder, Mike Leigh e Todd Haynes.

Nascido Hans Detlef Sierck na Alemanha em 1897, Sirk rodou oitos filmes em seu país de origem já sob o regime nazista antes de ir para Hollywood, onde estreou com o drama de guerra "Hitler’s Madman" (1943). Ele ficou mais conhecido pelos melodramas rodados para os estúdios Universal, como os três citados acima. Sua parceria mais longa foi com o astro Rock Hudson, com quem rodou nove filmes, mas Sirk também dirigiu outras grandes estrelas da época, como Lauren Bacall, Lana Turner e Dorothy Malone, que venceu o Oscar de atriz coadjuvante por "Palavras ao Vento".

Durante muito tempo, Sirk foi considerado um cineasta menor –-visto que o próprio melodrama era considerado um gênero menor-– e nunca recebeu uma indicação ao Oscar. Até que Jean-Luc Godard começou a escrever textos elogiosos sobre seus filmes a partir de 1959 na revista "Cahiers du Cinéma". Isso iniciou um movimento de recuperação crítica em torno do diretor. Outro de seus grandes fãs foi o conterrâneo Rainer Werner Fassbinder, de filmes como "Lili Marlene" e "O Casamento de Maria Braun".

Hoje, o diretor é referência na obra de diretores contemporâneos como o espanhol Pedro Almodóvar ("Abraços Partidos"), o francês François Ozon (em "8 Mulheres" e "Angel") e o americano Todd Haynes, que fez sua versão pessoal de "Tudo o que o Céu Permite" em "Longe do Paraíso" (2002), estrelado por Julianne Moore.

A mostra também passará pelo Rio de Janeiro, entre os dias 16 de junho e 8 de julho, e por Brasília, ainda sem data definida. Confira a programação no site do Centro Cultural Banco do Brasil.

Veja os principais títulos da mostra:

"Imitação da Vida" (Imitation of Life)
Com Lana Turner e John Gavin
EUA, 1959, 124 min, 35mm
A história de duas mulheres, amigas por mais de 20 anos, uma branca, em constante conflito com a filha adolescente, e uma negra, devastada pela filha não aceitar sua condição racial. Obra-prima de Sirk e último filme do diretor nos EUA.

"Amar e Morrer" (A Time to Love and a time to die)
Com John Gavin
EUA, 1958, 133 min, 35mm
Soldado em permissão durante o fronte russo da Segunda Guerra Mundial conhece filha de um prisioneiro de campo de concentração. Representação de eventos da guerra que tanto marcaram a vida de Sirk, entre eles a morte do seu filho em Stalingrado.

"Almas Maculadas" (Tarnished Angels)
Com Rock Hudson, Robert Stack e Dorothy Malone
EUA, 1957, 91 min, 35mm
Um triângulo amoroso entre um jornalista, um piloto de aviação acrobática e sua jovem namorada desequilibrada. Retomada do trio de Palavras ao Vento, Hudson, Malone e Stack. Baseado em romance de William Faulkner.

"Palavras ao Vento" (Written in the Wind)
Com Rock Hudson, Lauren Bacall, Robert Stack e Dorothy Malone
EUA, 1957, 98 min, 35mm
Uma família de ricos exploradores de petróleo é devorada pelo alcoolismo do filho mais velho e pelo desequilíbrio da filha caçula. Trama clássica do melodrama retomada constante por diretores contemporâneos.

"Chamas que Não se Apagam" (There’s always tomorrow)
Com Barbara Stanwyck e Fred McMurray
EUA, 1956, 84 min, 35mm
Pai de família, bem casado e com vidinha estável, sente-se atraído por mulher liberada. Retomada do casal mítico de Pacto de Sangue (Wilder, 1944), Barbara Stanwyck e Fred McMurray.

"Tudo o que o Céu Permite" (All That Heaven Allows)
Com Rock Hudson e Jane Wyman
EUA, 1955, 89 min, 35mm
O romance entre uma viúva de meia idade e seu jardineiro mais jovem desperta o preconceito na sociedade de uma pequena cidade americana. Ela vai ter que enfrentar o preconceito do seu círculo social e dos filhos para viver seu grande amor. Retomada do casal Wyman-Hudson, em filme referência para diretores contemporâneos.

"Sublime Obsessão" (Magnificent Obsession)
Com Rock Hudson e Jane Wyman
EUA, 1954, 108 min, 35mm
Um bon vivant causa a morte de um adorado médico de uma cidade do interior. Mais tarde, apaixona-se pela mulher dele que, em decorrência de uma inconsequência do rapaz, acaba cega. O jovem retoma a escola de medicina para devolver-lhe a visão. Primeira aparição do casal mítico da filmografia de Sirk, Jane Wyman e Rock Hudson.

"Desejo Atroz" (All I Desire)
Com Barbara Stanwyck
EUA, 1953, 79 min, 16mm
Mulher liberada da cidade grande volta para seu vilarejo natal para encontrar a família a filha que abandonou. Primeiro papel de Barbara Stanwyck na obra de Sirk.


"Sirk: O Príncipe do Melodrama", no Centro Cultural Banco do Brasil em SP

Quando: 16 de maio a 10 de junho (quarta a domingo)
Onde: Rua Álvares Penteado 112, Centro
Quanto: R$ 4 (inteira), R$ 2 (meia), sessões em DVD gratuitas

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Cinema
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
Topo