Filmes e séries

"Não acho que estou passando vergonha", diz Ney Matogrosso sobre atuação em novo filme

Divulgação
Ney Matogrosso em cena de "Luz nas Trevas - A Volta do Bandido da Luz Vermelha" Imagem: Divulgação

Ana Okada

Do UOL, em São Paulo

10/05/2012 07h00Atualizada em 10/05/2012 11h50

Ney Matogrosso faz sua estreia como protagonista já com a difícil missão de reviver o famoso bandido "Luz Vermelha" em "Luz Nas Trevas - A Volta do Bandido da Luz Vermelha", dirigido por Helena Ignez e Ícaro Martins. O filme estreia nesta sexta-feira (11) em São Paulo e é uma espécie de continuação de "Bandido da Luz Vermelha" (1968), de Rogério Sganzerla, e tem roteiro do próprio Sganzerla, que morreu antes de conseguir realizar o filme.

O cantor diz que gostou do resultado geral e de seu desempenho como ator: "Não acho que estou passando vergonha. Acho que estou lá compondo dignamente o personagem". No novo filme, "Luz Vermelha", que havia morrido no filme de 68, é retratado como se fosse a versão verdadeira do personagem. Diferente do primeiro, que era um jovem inconsequente, este é um homem amargurado, que passou a maior parte da vida na cadeia, leu muito, refletiu sobre a vida e sabe que não tem perspectivas de liberdade, a não ser que arranje um meio de fugir. "Ele está mais cabeça feita, lê muito Kant, Nietzsche. Esse nosso é mais verdadeiro, mais humano; o outro é mais uma ficção."

Matogrosso, que já atuou no longa "Sonho de Valsa", de 1987 e em alguns curtas e médias-metragens, fala que esse filme foi o que lhe deu mais trabalho. Ele participou das filmagens durante um mês, às vezes das 6h da manhã às 18h, e ficava a maior parte do tempo sozinho em uma cela de um presídio desativado de São Paulo. Apesar da rotina dura e do "clima esquisito" do presídio, ele explica que a adrenalina de atuar valeu a pena: "O cinema é tão excitante... Você espera para filmar, vai lá, e uma adrenalina te percorre. É muito interessante, porque você sabe que você tem que fazer aquilo ali e tem que ficar bom, porque é para sempre".

Para atuar em "Luz Nas Trevas", Ney diz que não tentou se parecer com o personagem do filme anterior e não fez nenhuma preparação especial --pedido da diretora Helena Ignez, viúva de Rogério Sganzerla, que o queria "o mais natural possível". O que, a princípio, o deixou tranquilo, no fim o amedrontou um pouco. "Quando foi chegando a hora de filmar, comecei a ficar inseguro. Mas durante o filme todo, sempre que acabava uma cena, Helena me dava uma resposta dizendo o que tinha achado. Isso me tranquilizou."

"Luz Vermelha" teria uma cena de nu frontal --quando lê uma passagem de um livro em sua cela. A diretora Helena, no entanto, acabou cortando o trecho. Matogrosso concordou com a edição final, mas revela que não veria problema se aparecesse pelado. "No cinema, o nu chama muito a atenção desnecessariamente. Tem circunstâncias em que fica compatível, mas não era o caso aqui, especificamente. O faot de ele estar nu na cena já desperta uma coisa nas pessoas. Isso excita as cabeças, os pensamentos... Mas não tenho nada contra a nudez", conta.

Depois de "Luz Nas Trevas", Ney já fez mais dois filmes --o curta "Gosto de Fel", de Beto Besant, e em "O Primeiro Dia de Um Ano Qualquer", de Domingos de Oliveira, e diz que quer atuar mais. "Sempre que tiver uma oportunidade e for uma coisa que me interesse, pretendo atuar, sim. Esse é um exercício do ator de que sentia muita falta, já que teatro não posso fazer, porque ocupa o mesmo espaço e tempo da música. Me interessam os personagens que sejam muito diferentes de mim, para mergulhar em universos completamente diferentes do meu", diz.

TRAILER DE "LUZ NAS TREVAS"

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

UOL Cinema - Imagens
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
Roberto Sadovski
Cinema
Colunas - Flavio Ricco
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo