Cinema

"Sou apaixonado por Nicole Kidman desde 'Moulin Rouge'", diz Zac Efron sobre "The Paperboy"

AP Photo/Virginia Mayo
Zac Efron e Nicole Kidman na coletiva de imprensa de "The Paperboy" no Festival de Cannes (24/5/12) imagem: AP Photo/Virginia Mayo

THIAGO STIVALETTI*

Do UOL, de Cannes

Zac Efron apaixonado por Nicole Kidman. Podia ser muito improvável, mas foi o que Lee Daniels, diretor do oscarizado “Preciosa”, pensou para o seu segundo filme, “The Paperboy”, que entrou hoje na competição do Festival de Cannes.

O astro de “High School Musical” ganha o seu primeiro papel sério como Jack James, o jovem irmão do jornalista Ward (Matthew McConaughey), que, junto a outro colega, investiga em 1969 os verdadeiros fatos por trás da condenação à pena de morte de um sujeito casca-grossa, Hillary (John Cusack). Uma das fontes da investigação é a exuberante Charlotte Bless (Kidman), que só anda em microvestidos e que se corresponde com Hillary através de cartas bem apimentadas. Em tempos de racismo, a história é narrada pela empregada negra Anita (a cantora Macy Gray).

Efron se sai bastante bem em seu primeiro papel sério, com direito a uma rápida cena de sexo com Nicole. “Entrei em êxtase quando soube que Nicole ia fazer o papel. Sou apaixonado por ela desde ‘Moulin Rouge’”, confessou na entrevista coletiva, para a qual chegou de terno, gravata e cabelo engomado.

Fotos pelo celular
Kidman devolveu os elogios. “Fiquei impressionada com a atuação e a entrega dele”, falou a atriz, que ficou louca para trabalhar com o diretor depois de ver “Preciosa”. Para compor Charlotte, ela entrevistou mulheres apaixonadas por presidiários e fez seu próprio cabelo e maquiagem.

“Fui para o banheiro, coloquei um bronzeado artificial, cílios postiços, tirei várias fotos em poses provocantes com o celular e enviei para o diretor. Não posso dizer o que ele me respondeu, mas aprovou totalmente”.

Em uma cena, a estrela de 44 anos mostra que é capaz de provocar um orgasmo em um detento sentado diante dela, sem qualquer contato de pele, desempenho que provocou muitos comentários dos críticos. A cena seria um desafio para qualquer atriz, mas Kidman tem um desempenho perfeito. "Queria fazer algo mais cru e perigoso", disse a atriz. "Não me incomodou, em absoluto. Mas ainda não vi o filme", completou, provocando risadas dos críticos.

“Eu me distraía o tempo todo nas filmagens, porque o Zac fica de cueca mais da metade do filme”, brincou Macy Gray. “Ele é lindo mesmo. A câmera não consegue deixar de filmá-lo. E eu sou gay”, devolveu Lee Daniels.

O diretor se inspirou em pessoas de sua própria vida para o filme – ele tem um irmão que foi preso por assassinato e uma irmã que se correspondia por carta com um presidiário. Daniels aumentou o papel da empregada vivida por Macy Gray para torná-la a narradora do filme.

“90% das pessoas na minha família são como no filme ‘Histórias Cruzadas’. Nosso país é assim, quase todos os negros trabalham para os brancos, e eles amam as pessoas para quem trabalham. Além disso, não há muitos papéis para atores afroamericanos no cinema hoje”.

Curiosamente, o projeto chegou a passar pelas mãos do espanhol Pedro Almodóvar. "Almodóvar escreveu um rascunho, muito interessante. Mas depois abandonou o projeto por alguma razão, como acontece muitas vezes em Hollywood", explicou Daniels.

Saindo da jaula
Depois de dezenas de personagens doces e charmosos, John Cusack se realizou vivendo um personagem sádico e violento: “Senti como se tivessem me tirado de uma jaula”. Ele e Nicole protagonizam uma das cenas antológicas do filme, em que se conectam sexualmente sem se tocar quando ela o visita na prisão.

Matthew McConaughey gostou do desafio de viver um personagem obscuro, que guarda alguns segredos. “Tive que mergulhar nesse mistério para sair do outro lado. Não precisei carregar nenhuma moral nos ombros.”

Um filme de histórias fortes e grandes personagens, “The Paperboy” ainda não tem data de estreia definida no Brasil ou nos EUA – se esperar até o fim do ano, tem boas chances de entrar na corrida ao Oscar. O próximo projeto de Daniels é “The Butler”, sobre um mordomo que serviu oito diferentes presidentes na Casa Branca. John Cusack viverá Richard Nixon e McConaughey será John Kennedy.

(Con informações da AFP)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo