Cinema

Drama épico "A Royal Affair" concorre ao prêmio máximo do cinema nórdico

Thomas Peter/Reuters
Alicia Vikander e Mads Mikkelsen divulgam o filme "A Royal Affair" no Festival de Berlim 2012 imagem: Thomas Peter/Reuters

Do UOL, em São Paulo

"A Royal Affair", uma história de intrigas e adultério na corte real dinamarquesa do século 18, dirigida por Nikolaj Arcel, está entre os concorrentes do Nordic Film Prize 2012, premiação máxima do cinema nórdico, segundo o site da revista “The Hollywood Reporter”.

Também estão entre os concorrentes ao prêmio “Play”, de Ruben Ostlund, sobre uma criança que sofre bullying na escola; o filme finlandês “The Punk Syndrome”, que conta a história de uma banda de roqueiros com problemas mentais; o drama familiar “The Orheim Company”, do diretor norueguês Arild Andresen; e o filme “Either Way”, dirigido por Hafsteinn Gunnar Sigurdsson, que se passa nos anos 1980 no norte da Islândia.

Apoiado pela fundação Nordisk Film and TV, o prêmio é concedido ao melhor filme do ano que “incorpora a um grau significativo a cultura nórdica”, de acordo com o THR.

Um júri em cada um dos cinco países nórdicos nomeia um único filme. Já um júri principal, com membros de cada nação - Suécia, Dinamarca, Islândia, Noruega e Finlândia -, escolhe o vencedor, que receberá o prêmio de US$ 60 mil.

O vencedor do Nordic Film Prize 2012 será anunciado em Helsinque, na Finlândia, no dia 31 de outubro.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo