Cinema

De Sylvester Stallone a Karl Urban, "Dredd" apresenta futuro tenebroso e violento

Divulgação
Karl Urban em cena de "Dredd" imagem: Divulgação

Mariane Morisawa

especial para o UOL, de Toronto

Em 1995, Sylvester Stallone foi um policial com poderes de julgar em “O Juiz”, em que seu personagem era condenado por um crime que não cometeu.

Em 2012, Karl Urban é o policial com poderes de julgar em “Dredd”, apresentado na sexta-feira (7) para jornalistas no Festival de Toronto. Só que, desta vez, o protagonista precisa enfrentar uma gangue poderosa liderada pela terrível Ma-Ma (Lena Headey, a rainha Cersei de “Game of Thrones”) e ainda treinar Anderson (Olivia Thirlby), uma novata mutante que tem a conveniente habilidade de ler os pensamentos.

É um futuro tenebroso, de violência extrema – Ma-Ma manda tirar a pele, literalmente, de três homens. As pessoas vivem em condomínios gigantes erguidos entre as ruínas de uma cidade devastada.

Em alguns deles, 96% dos moradores estão desempregados. É uma visão do amanhã bastante desesperançada, embalada pelo diretor Pete Travis num visual aparentado dos videogames, que se aproveita do 3D fazendo sangue espirrar na cara do espectador. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo