Filmes e séries

"Cada filme tem seu mundo, sua sensação", diz Milla Jovovich sobre os cinco "Resident Evil"

Divulgação
Milla Jovovich em cena de "Resident Evil 5: Retribuição" Imagem: Divulgação

Ian Spelling

Do Hollywood Watch

11/09/2012 07h00

“Resident Evil 5: Retribuição” será diferente de “Resident Evil 4: Recomeço”, promete a estrela Milla Jovovich. Como este já foi diferente de “Resident Evil 3: A Extinção” (2007), de “Resident Evil 2: Apocalipse” (2004) e de “Resident Evil: O Hóspede Maldito” (2002), que despontou como um sucesso surpresa e tornou Jovovich uma estrela de ação inesperada. Para a estrela do filme, cada um tem seu próprio universo, com características distintas.

“Não dá para manter uma série até o quinto filme se ficar apenas regurgitando informação antiga”, diz a atriz, que trabalha com seu marido, o produtor, roteirista e diretor Paul W.S. Anderson. “Por que alguém iria querer ver o número 5 se apenas se parecesse com o número 4? Eu sinto que Paul fez um ótimo trabalho com cada filme, dando a cada um seu próprio mundo, sua própria sensação, seu próprio aspecto e amplitude.”

“Eu acho que você pode assistir o número 1, o número 2, o número 3, o número 4 e número 5”, diz Jovovich, falando por telefone de um hotel em Los Angeles. “Você pode assistir o número 3 e depois o número 5, e então voltar para o número 1. ‘Resident Evil: O Hóspede Maldito’ [o primeiro, de 2002] foi um filme de horror claustrofóbico e ‘Retribuição’ é um grande filme evento. Eu acho que isso é importante, porque mantém o interesse das pessoas. Elas querem ver o que virá a seguir.”

Com lançamento nos Estados Unidos em 12 de setembro, “Resident Evil 5: Retribuição” mostra Jovovich de volta à ação como a heroína durona Alice. Como sempre, Alice enfrenta sua temível antiga empregadora, a Umbrella Corporation, cujo T-vírus continua transformando grande parte da população da Terra em zumbis.

A história gira em torno de Alice e a reúne, para o bem e para o mal, com alguns aliados e inimigos familiares. De volta para o mais recente episódio estão Jill (Sienna Guillory), Rain (Michelle Rodriguez), Leon (Johann Urb), Carlos (Oded Fehr), Luther (Boris Kodjoe) e Wesker (Shawn Roberts), o chefão maligno da Umbrella Corporation.

E não, os cineastas não esqueceram que Carlos e Rain morreram em episódios anteriores.  “Eu adorei o fato de estarmos trazendo de volta pessoas que morreram”, diz Jovovich. “Nós ficamos imaginando como trazer Michelle de volta por cerca de 10 anos, e então Paul descobriu. Foi tipo, ‘Finalmente!’ Eu acho que é um grande lance do roteiro , fora a ação e tudo mais neste aqui ser maior e melhor do que tudo o que fizemos antes. Este aqui é em 3D e IMAX, e IMAX-3D é realmente a melhor forma de ver o filme. Nós somos o primeiro filme com classificação R (menores de 17 anos só podem entrar acompanhados de adulto responsável) que o IMAX exibe em suas telas.”

“Além disso, temos algumas cenas do que chamamos de ‘Alice Suburbana’, onde ela experimenta a vida como uma mãe comum. Essas cenas são bastante interessantes, porque nós conhecemos Alice dos últimos quatro filmes. Nós sabemos quem ela é e como ela é, mas agora veremos como ela poderia ter sido se não fosse uma soldado, se não tivesse sido treinada em combate e se nunca tivesse sido a chefe de segurança da Umbrella.”

“Isso faz você pensar como teria sido se ela tivesse sido a chefe do comitê do livro do ano ou uma líder de torcida ao crescer. Foi divertido poder explorar esse aspecto dela, que nunca vimos até agora.”

A essa altura, após uma década no papel, Jovovich diz que ela faz parte de Alice e Alice faz parte dela. Mas, ela se apressa em acrescentar, está quase na hora de dizer adeus ao seu alter ego. Se “o público amar ‘Retribuição’ e nos der o privilégio de fazer mais um”, ela disse, essa seria a despedida da série para ela e Anderson. Depois disso, a Screen Gems poderia fazer o que quisesse com a série.

“Quando fizemos ‘Recomeço’ em 3D, Paul decidiu que queria fazer uma trilogia em 3D com a série ‘Resident Evil’. Este aqui é o número 5, de forma que o número 6 seria o fim da segunda trilogia.” 

“Além disso, Alice está em uma jornada e todas as jornadas têm um fim. Nós estamos plantando pequenas sementes neste que florescerão no último, se o fizermos. Eu direi que a Rainha Vermelha tem um papel importante no que potencialmente seria o número 6.”

Tradutor: George El Khouri Andolfato

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

redetv
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
Cinebiografia a caminho
Reuters
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
Chico Barney
Roberto Sadovski
redetv
redetv
do UOL
EFE
EFE
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
EFE
EFE
Colunas - Flavio Ricco
Roberto Sadovski
redetv
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Jogos
Reuters
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
Topo