Filmes e séries

Veja lista de filmes estrangeiros escolhidos por cada país para concorrer ao Oscar 2013

Divulgação
Cena de "Pietà", filme vencedor do Leão de Ouro em 2012 (Veneza), e concorrente sul-coreano ao Oscar do ano que vem; indicados em todas as categorias serão conhecidos em 10 de janeiro Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

18/09/2012 17h57

A corrida por uma estatueta de Melhor Filme Estrangeiro na 85ª edição do Oscar, que ocorre em 24 de fevereiro de 2013, já conta com 28 países, cada um selecionando um filme para concorrer na principal premiação do cinema mundial (leia relação abaixo).

A lista inclui filmes como "Amour", de Michael Haneke e vencedor da Palma de Ouro em Cannes, o francês "Os Intocáveis", de Eric Toledano e Olivier Nakache, e o vencedor do Festival de Veneza de 2012: "Pietà", do sul-coreano Kim Ki-duk. Já o filme brasileiro a tentar uma vaga entre os finalistas será conhecido nesta quinta-feira (20).

Em outubro, a Academia vai anunciar uma lista completa com as inscrições válidas para a premiação de 2013. Em seguida, a lista será reduzida para apenas nove nomes. Desses, cinco serão escolhidos em janeiro de 2013 para disputar a estatueta de Melhor Filme Estrangeiro.

VEJA TRAILER DE "PIETÀ", DE KIM-KI DUK

O anúncio dos concorrentes a todas as categorias do Oscar vai acontecer no dia 10 de janeiro, cinco dias antes da data prevista anteriormente. A divulgação vai ocorrer três dias antes do anúncio dos indicados ao Globo de Ouro do ano que vem.

A antecipação por parte da Academia aconteceu para que os jurados tenham mais tempo para assistir às produções concorrrentes. Ainda que a votação por papel tenha sido mantida, o Oscar de 2013 contará pela primeira vez com votação eletrônica. O período para os membros escolherem suas opções em cada categoria vai de 8 a 19 de fevereiro.

Em 2012, o filme vencedor na categoria foi o iraniano "A Separação". Na 84ª edição, ao todo 63 países sugeriram filmes para concorrerem ao Oscar.

Veja abaixo a relação de filmes escolhidos por cada país, atualizada na tarde de terça-feira (18):

Alemanha - "Barbara", de Christian Petzold
Austrália - "Lore", de Cate Shortland
Áustria - "Amore", de Michael Haneke
Azerbaijão - "Buta", de Ilgar Najaf
Bélgica - "Our Children", de Joachim Lafosse
Bósnia e Herzegovina - "Children of Sarajevo", de Aida Begi?
Bulgária - "Sneakers", de Valeri Yordanov
Camboja - "Lost Loves", directed by Chhay Bora
Canadá - "War Witch", de Kim Nguyen
Coréia do Sul - "Pietà", de Kim Ki-duk
Croácia - "Cannibal Vegetarian", de Branko Schmidt
Eslovênia - "A Trip", de Nejc Gazvoda
Filipinas - "Bwakaw", de Jun Lana
França - "Os Intocáveis", de Eric Toledano e Olivier Nakache
Grécia - "Unfair World", de Filippos Tsitos
Holanda - "Kauwboy", de Boudewijn Koole
Hungria - "Just The Wind", de Benedek Fliegauf
Japão - "Our Homeland", de Yong-hi Yang
Macedônia -"The Third Half", de Darko Mitrevski
Marrocos - "Death For Sale", de Faouzi Bensaïdi
Noruega - "Kon-Tiki", de Joachim Rønning e Espen Sandberg
Palestina - "When I Saw You", de Annemarie Jacir
Polônia - "80 Million", de Waldemar Krzystek
Portugal - "Blood of My Blood", de João Canijo
República Tcheca - "In The Shadows", de David Ondricek
Romênia - "Beyond The Hills", de Cristian Mungiu
Sérvia - "When Day Breaks", de Goran Paskaljevi?
Suécia - "The Hypnotist", de Lasse Hallstrom
Ucrânia - "Firecrosser", de Mykhailo Illienko
Venezuela - "Rock, Paper, Scissors", de Hernán Jabes

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski

Roberto Sadovski

As 25 melhores histórias em quadrinhos da Liga da Justiça

Pincelar as melhores histórias da Liga da Justiça é um trabalho complexo. Não pela falta de qualidade, mas pelo contraste: muita coisa entre os primórdios da equipe e o final dos anos 80 tem mais valor por sua inegável importância histórica do que por seus predicados artísticos. O gibi da Liga, afinal, viveu por anos na sombra da animação Superamigos, e isso deixou o tom das histórias mais ingênuo e infantil até a reformulação pós-Crise nas Infinitas Terras. Mas garimpar todas as fases em décadas de aventuras trouxe boas surpresas e ótimas descobertas - além do perceber que, em boas, mãos, a Liga pode ser incrível! A leitura rendeu algumas conclusões. Primeiro, não há absolutamente nada errado em usar histórias de super-heróis para fazer humor! Segundo, o horrendo período dos Novos 52, que privilegiou forma, ignorou substância e fez um flashback sinistro dos primórdios da Image Comics nos anos 90 (urgh), não foi tão cruel com a Liga. Terceiro, pouca gente escreve e entende os herói tão bem quanto Grant Morrisson e Mark Waid. No mais, a Liga da Justiça, em usas diversas encarnações, ainda é aposta certeira quando o assunto é entretenimento - afinal, só uma equipe criativa muito canhestra poderia melar uma mistura de personagens e personalidades e superpoderes tão diversa e tão bacana! Acredite, se os super-heróis mais lendários do mundo sobreviveram a Extreme Justice, nada é capaz de derrotá-los!

Cinema
Colunas - Flavio Ricco
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
Roberto Sadovski
Topo