Filmes e séries

Portaria oficializa indicação de "O Palhaço" como candidato brasileiro ao Oscar de filme estrangeiro

Divulgação
Paulo José e Selton Mello como os palhaços Puro-Sangue e Pangaré, em cena de "O Palhaço" Imagem: Divulgação

Alex Rodrigues

Da Agência Brasil

28/09/2012 12h11

Portaria do Ministério da Cultura, publicada nesta sexta (28) no Diário Oficial da União, oficializa a indicação do filme "O Palhaço" como candidato brasileiro a uma das cinco vagas para as produções que irão disputar o prêmio de Melhor Filme de Língua Estrangeira da próxima edição do Oscar.

A escolha dos sete membros da comissão especial criada pela Secretaria do Audiovisual, do Ministério da Cultura, já havia sido anunciada na semana passada. Já a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas só deve anunciar em janeiro de 2013 as cinco obras escolhidas para concorrer ao Oscar 2013 na categoria de melhor filme estrangeiro.

Primeiro longa-metragem dirigido pelo ator Selton Mello, "O Palhaço" conta a história de Benjamim (o próprio Mello), um palhaço que, estressado com a responsabilidade de administrar o circo da família, atravessa uma crise de identidade e decide abandonar a profissão e os companheiros.

Produzido pela Bananeira Filmes e pela Globo Filmes, a produção concorreu a indicação brasileira com outros 15 títulos: "À Beira do Caminho"; "Billi Pig", "Capitães da Areia", "Corações Sujos", "Dois Coelhos", "Heleno", "Elvis & Madona", "Histórias Que Só Existem Quando Lembradas", "Luz Nas Trevas", "Menos Que Nada", "Meu País", "O Carteiro", "Paraísos Artificiais" e "Xingu".

Segundo a empresa responsável por distribuir a obra aos cinemas brasileiros, a Imagem Filmes, o produção levou 1,4 milhão de pessoas às salas de cinema, arrecadando, no Brasil, R$ 13,4 milhões. Além disso, o filme, considerado autoral, foi bem recebido em festivais cinematográficos.

“Saber o que o americano vai querer ver e gostar daqui a seis meses é difícil. A gente procurou escolher o melhor filme, apresentado ao mercado brasileiro e com potencial de mercado internacional. O filme tem potencial de exibir internacionalmente? Tem. Então, ele pode concorrer ao Oscar”, disse, na semana passada, o sócio da Academia Brasileira de Cinema e diretor executivo da Globo Filmes, Carlos Eduardo Rodrigues, um dos sete membros da comissão responsável pela escolha final.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Estadão Conteúdo
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
UOL Cinema - Imagens
redetv
redetv
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
Reuters
Reuters
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
redetv
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
Cinebiografia a caminho
Reuters
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
Chico Barney
Roberto Sadovski
redetv
redetv
do UOL
EFE
EFE
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
EFE
EFE
Colunas - Flavio Ricco
Topo