Filmes e séries

Longa "Entre Vales" com Ângelo Antônio abre mostra competitiva do Festival do Rio

Divulgação
Ângelo Antônio atua como Vicente em cena de "Entre Vales" Imagem: Divulgação

Fabíola Ortiz

Do UOL, no Rio de Janeiro

29/09/2012 00h56

O longa “Entre Vales”, de Philippe Barcinsky e fotografia de Walter Carvalho, abriu a mostra competitiva da Première Brasil no Festival do Rio, na noite desta sexta-feira (28), no Cine Odeon, na Cinelândia, tradicional sala de cinema carioca.

Protagonizado por Ângelo Antônio que vive o drama do economista Vicente, pai de Caio (Matheus Restiffe, ator revelação de 10 anos)e marido de Marina (Melissa Vettore), o longa de 80 minutos apresenta um drama intenso em que Vicente, após perdas familiares e profissionais, atravessa uma jornada errática de desapego.

Este é o segundo longa de Philippe Barcinskyque dirigiu os curtas “A Escada” (1996), “Palíndromo” (2001) e “A Janela Aberta” (2002), ganhadores de 60 prêmios e exibidos nos festivais de Cannes, Berlim, Roterdã e Havana. Barcinsky estreou na direção de longas com “Não Por Acaso” (2007), melhor filme de estreia no Festival de Chicago.

“Entre Vales é a história de um homem que vive uma jornada de perdas e recuperações. É um filme sobre as perdas da vida e a capacidade de se reinventar. O pano de fundo da história se passou com o universo de lixões, aterros sanitários e cooperativas de catadores. E, em primeiro plano, uma história muito emocional, uma jornada”, disse Barcinsky em entrevista no tapete vermelho antes da sessão.

A experiência de gravar com Ângelo Antônio protagonizando o filme foi “visceral”, define o diretor. “O Ângelo Antônio é um ator de muita entrega, muito visceral e o filme respeita o tempo de atuação, é uma experiência sensorial. O Ângelo trabalha muito bem o silêncio e consegue preenchê-lo com muita expressão”, destacou o realizador.

Mesmo sem poder comparecer à pré-estreia, não faltaram elogios ao ator que já interpretou Chico Xavier no cinema e integrou o elenco de “Dois Filhos de Francisco” e “A Beira do Caminho”, estes dois de Breno Silveira, também diretor de “Gonzaga- De pai pra filho”, longa da sessão de Gala do Festival.

“Ângelo está em Londres e não conseguiu chegar a tempo. Ele é um ator que se coloca num nível de concentração e numa sintonia quase espiritual. Tivemos momentos muito emocionantes com ele. É um filme para abrir o coração”, anunciou Barcinsky ao público que encheu o Cine Odeon.

“Hoje se encerra uma jornada de cinco anos da ideia até chegar à tela. É possível fazer um filme dramático e adulto. Filmar com o Waltinho mudou a minha visão de cinema e também me ajudou a reinventar conceitos”, destacou o diretor.

O longa foi rodado durante cinco semanas em junho de 2011 e tem previsão para estrear em abril de 2013.

A expectativa era grande para a pré-estreia que pode ser um termômetro para medir a recepção do público. “O Festival do Rio é uma das melhores aberturas possíveis do filme no Brasil e serve como curadoria internacional, abrindo para crítica”, admitiu Barcinsky.

No público formado por familiares e amigos dos diretores e da equipe do filme, a atriz Dira Paes compareceu como espectadora. “O Ângelo é um ator que tem despontado no cinema. Esse filme vai ser muito importante para o Festival do Rio”, ressaltou.

No início da sessão às 22h30, o longa apresentou um problema inicial de áudio e que, em poucos minutos de intervalo, a sessão foi reiniciada. Antes de ser exibido, às 22h15 o público pôde ver o curta “A Dama do Estácio”, de Eduardo Ades, com Fernanda Montenegro interpretando Zulmira, uma velha prostituta que um dia acorda obcecada com a ideia de comprar um caixão, e participação de Nelson Xavier.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
EFE
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
EFE
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
AFP
Cinema
do UOL
do UOL
Cinema
BBC
do UOL
EFE
Cinema
do UOL
do UOL
AFP
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
Topo