Cinema

"Imperdoável" se complica ao tentar administrar personagens complexos

Chico Fireman

Especial para o UOL, de São Paulo

Em maior ou menor grau, todos os personagens de “Imperdoável”, destaque da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, estão em busca de redenção. O veterano cineasta francês André Techiné (de “Rosas Selvagens”) costura, a partir de um romance de Philippe Djian, uma trama de difícil classificação, um encontro de gêneros em que drama e comédia se misturam com uma tensão que remete ao cinema de suspense.

A história acompanha a chegada de um escritor francês de romances policiais à Itália, onde rapidamente se envolve com uma agente de viagens com quem vai morar numa ilha isolada. Embora a trama pareça simples, Techiné evita um desenho tradicional para os personagens, povoando o filme com coadjuvantes com motivações contraditórias que revelam as fragilidades e inconstâncias do casal de protagonistas.

O elenco, liderado por André Dussolier (de “Medos Privados em Lugares Públicos”) e Carole Bouquet, impressionantemente linda aos 55 anos, ajuda a construir as múltiplas facetas de cada um dos personagens. A italiana Adriana Asti, como uma investigadora aposentada, é quem mais acerta na composição. Seu humor simples contrasta com a complexidade de seu papel, uma mulher que não consegue se libertar de culpas e desilusões.

Uma das principais qualidades do filme nasce da recusa do cineasta em seguir uma linha narrativa convencional, promovendo a interação entre os personagens de uma maneira nada ordinária. Eles se chocam uns com os outros e destes encontros é que surgem novos braços para a trama. No entanto, a originalidade desse caos arquitetado por Techiné muitas vezes opera contra o filme, deixando o conjunto confuso.

Como nenhum dos personagens se revela na primeira camada e como há muitos deles para administrar, o desenrolar para seus dramas se complica em subtramas, intervenções externas e apêndices. Techiné consegue organizar as coisas no final, mas até lá o filme se alonga em paralelismos que tiram a força das tramas centrais, deixando espaços mais resumidos para alguns dos personagens mais interessantes.

 


Serviço

"Imperdoável", de  André Téchiné (França)

Quando: Segunda (22), às 16h
Onde: Espaço Itaú de Cinema Frei Caneca 4 - rua Frei Caneca, 569, Consolação (sessão 294)

Quando: Segunda (29), às 22h
Onde: Espaço Itaú de Cinema Augusta 3 - rua Augusta, 1.475, Consolação (sessão 1010)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo