PUBLICIDADE
Topo

"Quando Vi Você", destaque da Mostra de SP, mostra palestinos exilados na Jordânia

Cena do filme "Quando Vi Você", de Annemarie Jacir - Divulgação
Cena do filme "Quando Vi Você", de Annemarie Jacir Imagem: Divulgação

Chico Fireman

Do UOL, em São Paulo

25/10/2012 08h00

Apesar de ainda lutar para ser integrada enquanto nação, a Palestina mantém uma produção cinematográfica crescente, que tem marcado presença em festivais internacionais e, nos últimos anos, se arrisca inclusive na competição pelo Oscar de filme estrangeiro. “Quando Vi Você”, da diretora Annemarie Jacir, atração da 36ª Mostra de Cinema de São Paulo, é o quinto título escolhido para representar a Palestina na disputa pelo prêmio máximo de Hollywood.

O filme é um drama de guerra, situado num campo de refugiados palestinos na Jordânia. A história se passa em 1967, no auge do conflito com Israel, época em que a própria diretora teve que deixar sua terra natal e partir para um exílio forçado no país vizinho. Uma experiência que Annemarie Jacir reproduz na figura de Tarek, um garoto de 11 anos que sonha em reencontrar seu pai e seu país, de onde foi “expulso” por causa do confronto.

Ao retratar a guerra sob o olhar infantil, a diretora evoca um modelo clássico já visitado por cineastas como Steven Spielberg, John Boorman e Louis Malle, o que, ao mesmo tempo, suaviza o impacto do conflito, humanizando a história, e sugere um enlace emocional com o espectador. Apesar do foco na situação política, Jacir situa seu filme no mundo: no meio de uma rotina dura de exercícios, os combatentes jogam cartas e ouvem música pop.

O clima amigável do acampamento ajuda a aliviar o peso da “mensagem” e serve de cenário ideal para que o idealismo romântico de Tarek surja com força. Jacir trata o garoto como “o último dos sonhadores”, “o refúgio da esperança”, “a promessa do futuro”, conceitos-clichê abrandados pela economia dramática que ela empresta ao longa. Essa dicotomia – de um lado a isca emocional, do outro o tom amortecido – provoca uma crise em “Quando Vi Você”, que passeia por vários alvos, mas não atinge nenhum em cheio. A cena final, um momento bem bonito do cinema atual, termina melhor do que o próprio filme.

TRAILER DO FILME "QUANDO VI VOCÊ"

 


Serviço

"Quando Vi Você", de Annemarie Jacir (Palestina, Jordânia, 2011)

Quando: Quinta (25), às 18h10
Onde: Espaço Itaú de Cinema Frei Caneca 5 - rua Frei Caneca, 569, Consolação (sessão 591)