Filmes e séries

"Gonzaga, de Pai para Filho" alcança marca de um milhão de espectadores

Divulgação
Cena de "Gonzaga - De Pai para Filho", de Breno Silveira Imagem: Divulgação

Natalia Engler

Do UOL, em São Paulo

16/11/2012 17h06

O filme "Gonzaga, de Pai para Filho", que narra a relação do músico Luiz Gonzaga com seu filho, Gonzaguinha, alcançou nesta sexta-feira (16) um milhão de espectadores, depois de três semanas de exibição.

"Dois Filhos de Francisco", filme sobre a dupla Zezé di Camargo e Luciano que projetou Breno, acumulou 4,7 milhões de espectadores em 2005, tornando-se, na época, o recordista de público da chamada retomada do cinema nacional.

"Gonzaga" é apenas a terceira produção nacional a chegar a marca de um milhão de espectadores em 2012. Antes, "E Aí, Comeu?", chegou a 2,5 milhões, enquanto "Até que a Sorte nos Separe", que continua em cartaz, já foi visto por 2,2 milhões de pessoas. Os três filmes foram produzidos e distribuídos por uma parceria que inclui as distribuidoras Downtown, Paris, RioFilme e a produtora Globo Filmes.

Estes números indicam uma queda no desempenho dos filmes nacionais em relação a 2011, quando sete produções brasileiros foram vistos por mais de um milhão de pessoas e os 99 filmes lançados acumularam um público de 17,9 milhões de espectadores. Até o início de novembro, os 64 filmes nacionais lançados em 2012 acumularam 9,9 milhões de espectadores.

"Em 2012, o cinema nacional realmente teve um desempenho aquém das expectativas. Mas o trabalho desenvolvido pela parceria entre Downtown, Paris Filmes, RioFilme e Globo Filmes apresentou um resultado muito consistente", afirma Bruno Wainer, diretor da distribuidora Downtown Filmes.

O grupo também foi responsável pelos dois maiores sucessos nacionais de 2011 -- "De Pernas para o Ar" e "Cilada.com", que alcançaram, cada um, cerca de 3 milhões de espectadores -- e pelas cinco produções nacionais de maior público este ano -- além de "Gonzaga", "E Aí, Comeu?" e "Até que a Sorte nos Separe", "Totalmente Inocentes" e "As Aventuras de Agamenon, o Repórter" também foram distribuídos pelo grupo, somando cerca de 9,3 milhões de ingressos vendidos até o momento, com "Gonzaga" e "Até que a Sorte..." ainda em cartaz em mais de 550 salas.

"[É] um aumento na venda de ingressos de mais de 45% em relação a 2011. Portanto, para mim tudo leva a crer que o fraco desempenho do cinema nacional se deve a ausência de outros players fortes e comprometidos com o cinema brasileiro de sucesso", explica Wainer. "Espero que nosso desempenho sirva de estímulo e exemplo, pois somos a prova que o cinema nacional pode sim dialogar com milhões de espectadores", conclui.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
AFP
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
ANSA
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
AFP
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
Topo