Topo

Filmes e séries

Curta da Disney vencedor do Oscar, "Paperman" pode virar série sobre contos urbanos

Estefani Medeiros

Do UOL, em São Paulo

20/04/2013 05h00

Em tons de preto e branco e contando uma história de amor à primeira vista, o curta vencedor do Oscar 2013, "Paperman", foi inspirado em cenas urbanas da cidade de Nova York. Em entrevista ao UOL, o diretor de animação John Kars disse que começou a pensar em uma visita à agitada megalópole americana.

“Quando voltei a morar em Nova York ia trabalhar andando e observava como as pessoas que andavam pelas ruas não se importavam umas com as outras, às vezes nem mesmo se olhavam. Você cruza inúmeras pessoas que você não sabe quem é, olha para baixo, já passaram novas e você nem se dá conta”, explica. “Fiquei pensando como seria se as pessoas parassem de pensar só no dia-a-dia e no trabalho e se encarassem e como seria se o amor surgisse desse encontro.”

Exibido antes do longa gamer “Detona Ralph”, “Paperman” foi a primeira animação da Disney a ganhar uma estatueta na categoria em 43 anos.

O último vencedor foi “It’s Tought to Be a Bird”, de 1969. “A sensação de ganhar um Oscar depois de tanto tempo foi incrível, ficamos muito orgulhosos. Pra mim, como artista, foi maravilhoso”, comenta o diretor.

No longa, um jovem tenta reencontrar uma garota que viu na rua e que usava um marcante batom vermelho, que ela carimba em uma folha que bate em seu rosto. No resto do curta, ele tenta enviar diversos aviões de papel para chamar sua atenção.

Mas o sucesso de “Paperman” foi além da aprovação da academia. Um dos assuntos mais comentados no Twitter no dia do seu lançamento e com mais de 800 mil visualizações no Youtube, o curta ganhou uma divertida versão do site humorístico College Humor. Em “Paperman Threesome”, eles imaginam como seria se os papeis enviados pelo garoto ganhassem vida e virassem um novo personagem na relação.


Fiquei pensando como seria se as pessoas parassem de pensar só no dia-a-dia e no trabalho e se encarassem e como seria se o amor surgisse desse encontro

John Kars

“Eu achei fantástico o jeito que eles fizeram isso. Nós demoramos cerca de um ano para fazer ‘Paperman’, ele foi um desafio tecnológico pra gente, foi super difícil de desenhar, trabalhamos com 18 pessoas na equipe”, diz Kars. “E esse vídeo foi divulgado nem um mês depois, e ele é incrivelmente bem feito. Eles entederam o potencial criativo da história, fiquei honrado”.

Mas se depender de Kars, o desenrolamento da história ficará só nos vídeos de humor. “Esses personagens, eu não sei... Eu acho que eles funcionam em um pequeno mundo. São mundos muitos diferentes transformá-lo em uma longa animação. Mas eu já estou pensando e me anima a ideia de fazer uma série com outros contos urbanos." 

John Kars já participou de diversos longas de animação da Disney, entre eles: "Toy Story 2", "Ratatouile", "Os Incríveis" e "Monsters S.A. 3D". 

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!