Topo

Filmes e séries


Filme sobre a decadência italiana se torna um dos favoritos à Palma de Ouro

Thiago Stivaletti

Do UOL, em Cannes (França)

20/05/2013 17h47

“La Grande Bellezza”, filme do italiano Paolo Sorrentino, recebeu os mais fortes aplausos até agora na sessão de imprensa do Festival de Cannes 2013 e se tornou um dos favoritos até agora à Palma de Ouro. O evento exibiu até agora dez dos 20 concorrentes.

O filme faz um grande painel da elite de Roma nos dias de hoje através dos olhos de Jep Gambarella (Toni Servillo, de "Il Divo" e "Gomorra"), um jornalista que publicou um único livro há mais de 40 anos.

Em diálogo direto com o clássico “A Doce Vida”, de Federico Fellini, “La Grande Bellezza” mistura de forma delirante e eufórica cenas e personagens romanos, como grandes festas de ricaços regadas a champanhe e música eletrônica, uma clínica de botox e o clero do Vaticano, incluindo um cardeal que só pensa em comida e uma freira de 104 anos tida como santa, uma referência a Madre Teresa de Calcutá.

Entre o tédio, o conformismo e um certo entusiasmo, Gambarella desfila por todos esses cenários, testemunha da decadência italiana nas últimas décadas e nostálgico de tempos melhores.

Sorrentino esteve em competição em Cannes com seus quatro filmes anteriores, incluindo “Il Divo” (2008) e “Aqui É o meu Lugar” (2011), estrelado por Sean Penn.

Mais Filmes e séries