Filmes e séries

Trilogia de "Antes do Amanhecer" foi inspirada em encontro de diretor com garota

Do UOL, em São Paulo

“Antes da Meia-Noite”, o último filme da trilogia que conta com “Antes do Amanhecer” e “Antes do Pôr-do-Sol”, com Ethan Hawke e Julie Delpy, revela uma história real por trás da ficção. O longa, que estreia no Brasil no dia 14 de junho, é dedicado a uma mulher chamada Amy Lehrhaupt.

De acordo com o site “Slate”, há 25 anos, essa mulher desconhecida passou uma noite com o diretor dos três filmes, Richard Linklater. O encontro inspirou o primeiro filme, com os personagens Céline e Jesse, que se encontram dentro de um trem e resolvem passar uma noite juntos em Viena. Amy, a musa inspiradora, morreu antes de ver o filme.

  • Divulgação

    Trechos de "Antes do Amanhecer", "Antes do Pôr-do-Sol" e "Antes da Meia-Noite"

O jornalista Forrest Wickman, da “Slate”, reuniu trechos de entrevistas do diretor para recontar sua história com Amy. Ele tinha 29 anos quando teria conhecido a jovem de aproximadamente 20 anos dentro de uma loja de brinquedo, na Filadélfia, onde estava visitando a irmã.

O encontro aconteceu em 1989 e eles passaram a noite juntos, “da meia-noite a seis da manhã (...) andando por aí, flertando, fazendo coisas que você nunca faria agora”, de acordo com as palavras do próprio Richard Linklater dividas em entrevistas sobre os filmes nos últimos 18 anos.

O jornal britânico “The Times” foi além e questionou o diretor se ele teria feito sexo com Amy, assim como o casal na ficção. O diretor fugiu da resposta e apenas comentou querer deixar “um pouco de mistério”.

Em entrevista a Jeff Goldsmith, Richard diz que chegou a mencionar a ideia do filme para Amy na noite em que passaram juntos. “Eu dizia "vou fazer um filme sobre isso." E ela perguntava: ‘Como assim, isso? Do que você está falando?’ E eu vinha, ‘Apenas isso. Este sentimento. Essa coisa que está acontecendo entre nós’", relembrou.

Ao lançar o primeiro filme, em 1995, o diretor esperou que Amy identificasse a história e surgisse em alguma sessão, assim como a personagem Céline faz ao saber que Jesse está em Paris em uma sessão de autógrafos de seu primeiro livro, na segunda parte da franquia, “Antes do Pôr-do-Sol” (2004).

Richard Linklater não sabia, mas Amy tinha morrido em um acidente de moto no dia 9 de maio de 1994, antes que ela completasse 25 anos, semanas antes de “Antes do Amanhecer” começar a ser filmado. O diretor contou ter ficado sabendo de sua morte há apenas três anos, quando um amigo de Amy, que sabia sobre o encontro, enviou-lhe uma carta. "Foi muito triste", desabafou Richard ao “Times”.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
EFE
EFE
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
EFE
EFE
Colunas - Flavio Ricco
Blog do Barcinski
Roberto Sadovski
redetv
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Jogos
Reuters
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
AFP
Reuters
do UOL
Reuters
do UOL
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
Blog do Matias
do UOL
AFP
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Roberto Sadovski
Topo