Filmes e séries

Vizinho de DiCaprio, Tobey Maguire foi convidado pelo ator para estrelar "O Grande Gatsby"

Cleide Klock

Do UOL, em Nova York

05/06/2013 06h00

Nova York, primavera de 1922. Desejos mais profundos: seguir o sonho americano e a busca incansável por um amor impossível. Essa é a essência da história “O Grande Gatsby”, conhecida desde que F. Scott Fitzgerald a publicou pela primeira vez, em 1925.

Agora, Tobey Maguire (“Homem Aranha”) dá vida à nova versão do escritor Nick Carraway, narrador do livro e vizinho do milionário, festeiro, apaixonado e incompreendido Jay Gatsby, interpretado por Leonardo DiCaprio. Daisy, a grande paixão de Gatsby, é interpretada por Carey Mulligan (“Educação”). O filme, que estreia no Brasil nesta sexta (7), foi dirigido pelo cineasta australiano Baz Luhrmann (“Moulin Rouge - Amor em Vermelho”).

Pelos corredores do centenário e elegante Hotel Plaza, em Nova York, os atores revivem um pouco do glamour do século passado. Na entrada, o figurino do filme está exposto: vestidos Prada em tom pastel, chapéus com broches de diamantes Tiffany's, além de ternos masculinos, Brook Brother's. O cardápio dos restaurantes é inspirado na década de 1920; na loja, objetos que celebram a era dourada. É aqui, entre as paredes que já ouviram tantas histórias, que eles contam as deles.

  • Cleide Klock/UOL
  • Cleide Klock/UOL
  • Cleide Klock/UOL

    Figurinos do filme "O Grande Gatsby" expostos no Hotel Plaza, em Nova York: vestidos Prada em tom pastel, chapéus com broches de diamantes Tiffany's, além de ternos masculinos, Brook Brother's

Tobey Maguire relembra como tudo isso começou: “Há muito tempo eu e o Leonardo estávamos querendo trabalhar juntos. Um dia ele me ligou e disse que tinha conversado com o Baz, que o cineasta estava na cidade, em Los Angeles, e falaram sobre fazer ‘O Grande Gatsby’. Disse que ele queria que eu fosse Nick e Leonardo, Jay, e perguntou se eu estava disponível para encontrá-los. Eu e o Leo éramos vizinhos na época e aceitei na hora. Mas eu nunca tinha lido o livro, estava em desvantagem”.

Maguire relata que, como desistiu da escola na sétima série, não chegou a ler vários clássicos da literatura americana e mundial. “Agora posso dizer que poder ler essa história e entrar fundo nesse personagem, nessa linguagem, foi incrível. Repeti essa leitura muitas vezes, foram 25 sessões para gravar as falas de Nick, lendo partes do livro”.

Nick é o narrador da história, alguém que vê o que se passa nos seus arredores e acima de tudo, não julga. A frase clássica do personagem é “Eu sempre tento ver o lado bom das pessoas”. “Também me inspirei na vida do próprio autor, Fitzgerald, pois Nick tinha várias semelhanças com quem o criou. Além de muito em comum, os dois queriam viver o sonho americano, que no caso era ser famoso e se realizar como escritor”.

O ator também revela que, na vida real, ele próprio tem um pouco do Nick e um tanto do Gatsby: “O Nick é pensativo e sempre esta consciente do que está construindo, além de gostar de estar conectado com pessoas interessantes. Gosto também disso de ele não querer julgar as pessoas e dá-las a liberdade de serem seres humanos. Já o Gatsby tem a ambição, quer conquistar o mundo e acima de tudo o amor de Daisy”.

Produção Australiana

O filme, apesar de retratar Nova York dos anos 1920, foi todo filmado na Austrália e teve, além da equipe de produção, quatro atores locais no elenco principal: Joel Edgerton (“A Hora Mais Escura”), Jason Clarke (“A Hora Mais Escura)”, Elizabeth Debicki (“A Few Best Man”) e Isla Fisher (“Os Delírios de Consumo de Becky Bloom”), que foi criada na Austrália e interpreta uma prostituta, apaixonada pelo marido de Daisy.

TRAILER DO FILME "O GRANDE GATSBY"

“Ele representa para ela a liberdade. Myrtle é materialista, está perdida, quer sempre mais, é oprimida. E com Tom (marido de Daisy) se sente poderosa, ardente e ele é para ela a realização do sonho americano. Ela é uma vítima e sabe que Tom nunca vai deixar Daisy. Eu acho que essa história era relevante há 90 anos e ainda é hoje. Isso que é incrível. Fala sobre as questões sociais, a sede pelo poder, ambições, obsessão por alguém”, diz Isla.

A atriz revela que tinha como um de seus próprios sonhos trabalhar com um dos diretores mais badalados do seu país, Baz Luhrmann: “Fiquei muito nervosa em fazer um filme tão grande, que muitas pessoas vão assistir, com muitos atores famosos, é muita pressão. Eu não sou uma atriz que faz filmes grandes então, em alguns momentos, chega a ser assustador”.

Essa mesma apreensão foi compartilhada por Carey Mulligan, que em 2010 foi indicada ao Oscar de Melhor atriz pelo filme “Educação”. A inglesa conta que ficou nervosa e completamente apreensiva, na hora de fazer o teste, no qual já teve que beijar DiCaprio. Depois se sentia “pequena” tendo atores como DiCaprio e Maguire atuando no mesmo set, mas logo acostumou. O que a espanta agora é vê-la estampando cartazes ao redor do mundo: “Eu nunca me vi antes em pôsteres enormes como estes, é estranho, surreal. Há um outdoor em frente ao meu quarto do hotel e em alguns momentos cai a ficha do tamanho do filme que eu fiz. É incrível, empolgante e também assustador.”

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
AFP
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
ANSA
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
AFP
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Reuters
do UOL
do UOL
Topo