Filmes e séries

"A mãe do comercial de margarina não existe", diz protagonista do filme "Minha Mãe É Uma Peça"

Thays Almendra

Do UOL, em São Paulo

10/06/2013 08h58

Mais uma comédia brasileira chega aos cinemas na próxima semana, desta vez com uma mãe anti-heroína na pele do humorista Paulo Gustavo. "Minha Mãe É Uma Peça" saiu dos palcos do teatro para as telas de cinema, e a personagem Dona Hermínia está ainda mais geniosa, histérica e divertida com os filhos no longa-metragem que estreia no dia 21.   

"A mãe que é mostrada na TV não é real. A mãe comum é a minha mãe. Essa mãe do comercial de margarina não existe. Não existe uma mãe totalmente equilibrada. A mãe cuida, se preocupa e o filho cresce, mas ela acha que ele ainda é criança", disse Paulo Gustavo em entrevista ao UOL. Há sete anos em cartaz com a peça, ele decidiu levá-la ao cinema por ser uma história que "se assemelha à vida de muitas pessoas". 

Trailer de "Minha Mãe é Uma Peça"

Paulo teve sua mãe como inspiração para criar a personagem. Desde criança, o humorista passava os dias a imitando e observando também as atitudes de suas avós e tias, até que resolveu fazer um esquete de 8 minutos para participar da comédia "Surto" – que, mais tarde, virou um monólogo no teatro. "O gênio da minha mãe é parecido com o da Dona Hermínia", explica o ator aos risos. Já o look da personagem é uma caricatura da dona de casa. 

Diferentemente do teatro, "Minha Mãe É Uma Peça" dá vida aos personagens que Dona Hermínia cita no monólogo e faz um flashback de muitas histórias que a mãe passou com seus filhos. Segundo o ator, o filme começa com a personagem escutando uma ligação do filho Juliano (Rodrigo Pandolfo). Quando está indo para o clube com o pai, Carlos Alberto (Herson Capri), o menino esquece o celular ligado e diz ao pai que preferia morar com ele. Depois, ainda revela que preferia que sua madrasta, Soraia (Ingrid Guimarães), fosse sua mãe.

"Dona Hermínia quase morre do coração e resolve dar um gelo de dois dias nas crianças. Então, ela vai para a casa da Tia Zélia (Sueli Franco), que é amiga e confidente dela, e começa a contar tudo sobre sua vida", disse ele, que foi dirigido por André Pellenz no longa. 

Apesar de divertida, Dona Hermínia sofre de solidão, colocando os filhos como prioridade e esquecendo de viver. "As crianças não precisam mais tanto dela, o marido a trocou por uma mulher mais jovem e ela está em casa sozinha, de 'bobe' na cabeça e nem um pouco interessante", disse Paulo. Ele explica também que o filme tem uma "moral da história". "A pessoa que sai do cinema pensando um pouco mais na mãe. Porque ela falou muito e riu, mas, de repente, ela se dá conta que está sozinha e, muitas vezes, não tem com quem conversar". 

Paulo Gustavo na TV
Além do teatro e do cinema, Dona Hermínia também está na TV. Paulo Gustavo interpreta a mãe sem pudores ou regras no programa "220 volts" no canal a cabo Multishow. "Minha vida é uma correria. Dona Hermínia está tomando conta de todos os meus momentos, mas é muito divertido", disse ele, que também está em cartaz com o stand up "Hiperativo", no Teatro Procópio Ferreira, em São Paulo. 

No mesmo canal de TV, Paulo também apresenta o "Vai Que Cola". As gravações são realizadas no Rio de Janeiro. No momento da entrevista ao UOL, o ator havia chegado do Rio para passar três dias em São Paulo e apresentar "Minha Mãe É uma Peça" e "Hiperativo" no teatro.

"Quando gravei o filme não tinha tempo para pensar, era multitarefa mesmo", contou Paulo, que não se arrepende da "correria" e deseja investir em um "Minha Mãe É Uma Peça 2", com a possível participação de Luana Piovani.  

Veja trechos e bastidores do filme "Minha Mãe é Uma Peça"

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
redetv
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
Cinebiografia a caminho
Reuters
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
Chico Barney
Roberto Sadovski
redetv
redetv
do UOL
EFE
EFE
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
EFE
EFE
Colunas - Flavio Ricco
Roberto Sadovski
redetv
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Jogos
Reuters
Topo