Topo

Filmes e séries


Em pré-estreia, novo Super-Homem diz que "Homem de Aço" examina a alma do herói

Do UOL, em São Paulo

2013-06-10T18:59:37

2013-06-10T20:25:12

10/06/2013 18h59Atualizada em 10/06/2013 20h25

"O Homem de Aço", aguardado novo filme do Super-Homem, teve sua pré-estreia mundial na noite desta segunda (10), em Nova York e o elenco do filme passou pelo tapete vermelho para falar da produção.

O britânico Henry Cavill, escolhido para vestir a capa vermelha do Super-Homem desta vez, contou que era fã do herói antes de participar do longa, mas não dos quadrinhos, mas isso mudou depois de ter que se debruçar nas histórias para se preparar.

Quando questionado sobre o poder do Super-Homem que gostaria de ter, não hesitou: "Fácil. Voar. Visão raio-x não é tão legal quanto parece, porque você têm que controlá-la o tempo todo e acaba vendo várias coisas que não quer".

Segundo ele, "O Homem de Aço" é um filme que mostra "a alma do Super-Homem. O filme realmente fala disso, quem ele é, e porque".

Kevin Costner, que interpreta o pai adotivo do herói, Jonathan Kent, concorda: "Zack queria entender o que formou o DNA do caráter do Super-Homem. É bem escrito e é uma parte do filme que as pessoas parecem gostar mesmo que nada esteja explodindo".

Para ele, "Zack fez um clássico".

"O que é incrível neste filme é que é um grande filme de ação, mas também é muito pequeno, íntimo e baseado em relacionamentos", afirmou Laurence Fishburne, intérprete do editor do jornal "Daily Planet".

Amy Adams, a nova Lois Lane, contou sobre o desafio de interpretar uma personagem tão conhecida: "A parte mais difícil de interpretar Louis é fazer de uma forma nova, mas também familiar para os fãs".

Em uma rápida passagem pelo tapete vermelho, Russel Crowe, que interpreta o pai criptoniano do Super-Homem, Jor-El, contou que seus filhos foram o que o motivaram a estar no filme.

Ele também comentou sobre o figurino, que têm quatro camadas de spandex: "Não dá para fazer xixi. Demora 40, 45 minutos para vestir e tirar", brincou.

Para o diretor, Zack Snyder, foi o personagem do Super-Homem, como um ícone, que o fez conseguir um elenco tão estrelado para o longa.

"Fiz muitos desenhos e um dos primeiros mostrava o Super-Homem na porta de um cofre. E eu olhava, e tinha muita violência, mas também tinha intensidade. Pensei que se conseguisse passar isso para o filme, seria bem-sucedido", conta o Zach sobre sua visão do personagem.

TRAILER DO FILME "O HOMEM DE AÇO"

Para o roteirista David S. Goyer, trabalhar em um filme do Super-Homem foi mais difícil do que escrever os filmes de Batman. "Com treinamento e dinheiro, qualquer um pode ser o Batman. Mas o Super-Homem não é humano, é difícil humanizá-lo", contou.

Questionado sobre como resolveram este problema, ele afirmou: "Resolvemos dar a ele vulnerabilidades emocionais. Desde o início decidimos que seria um cara com dois pais".

Trama

O Super-Homem, que também atende pelos nomes de Clark Kent e Kal-El, nasceu no planeta de Kripton, mas foi enviado à Terra por seus pais biológicos, Jor-El e Lara (Ayelet Zurer), depois que uma guerra civil devastou seu planeta. Na terra, o Homem de Aço é adotado por Jonathan e Martha Kent. Já adulto, Clark lutará contra um maligno vilão de Kripton, o General Zod.

O roteirista David S Goyer --também responsável pelo roteiro de "Batman Begins"-- disse que o novo "Homem de Aço" terá um tom muito diferente dos filmes de Christopher Nolan. "Ser compreensível e realista não significa necessariamente escuro", disse. "Eu acho que seria inapropriado filmar Super-Homem como se estivéssemos fazendo 'O Cavaleiro das Trevas'. Os filmes do Batman são muito mais niilistas. Super-Homem sempre foi uma história sobre a esperança."

"O Homem de Aço" estreia nos EUA na próxima sexta-feira, mas só chega ao Brasil em 12 de julho. Cavill virá ao país no fim de junho para divulgar a produção.