Cinema

"Guerra Mundial Z" acelera zumbis para perseguir Brad Pitt

Alessandro Giannini

Do UOL, em São Paulo

Adaptação para o cinema do livro de mesmo nome do escritor Max Brooks, "Guerra Mundial Z" investe no gênero zumbi de uma maneira moderna e pouco convencional no que diz respeito à mitologia dos mortos-vivos. No caso do filme de Marc Forster, que traz Brad Pitt e Mireille Enos nos papéis principais, esse investimento tem a forma de uma pandemia global, que se alastra da mesma forma que um vírus, como os micro-organismos da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) ou a gripe H1N1. São zumbis ágeis e velozes, diferentes do que estamos habituados em séries de sucesso como "The Walking Dead".

Coproduzido por Brooks e Pitt, "Guerra Mundial Z" permite uma leitura política, tanto quanto "Noite dos Mortos Vivos", de George Romero, pedia quando foi lançado. Barreiras, proteções e medidas extremas não significam nada diante da força avassaladora de uma população inteira anestesiada por uma doença que produz raiva e fome, e leva o ser humano ao estágio mais primitivo da existência. É um mundo à mercê de seus próprios esforços civilizatórios.

É esse mundo que Gerry Lane (Brad Pitt), sua mulher Rachel (Mireille Enos) e as duas filhas encontram quando saem na rua para mais um dia na vida familiar. De repente, a Nova York cosmopolita e de tráfico complicado se transforma em um palco de guerra tomado por seres humanos monstruosos que atacam os sãos e os infectam em apenas 12 segundos.

TRAILER LEGENDADO DE "GUERRA MUNDIAL Z"

Localizado por um alto funcionário das Nações Unidas, o pai de família, ele também um especialista da organização em situações de crise, abre caminho pela cidade e refugia-se em um prédio, para ser resgatado pelas autoridades. Levado a um território seguro, no oceano, formado por navios da marinha internacional, Gerry é obrigado a aceitar uma missão de identificar as possíveis causas da epidemia e tentar pensar em uma cura. Com a segurança da família em foco, ele tenta recusar, mas é obrigado pelas circunstâncias a fazer parte da força-tarefa.

"Guerra Mundial Z" se desenvolve como um filme de aventura em que os zumbis são os obstáculos à evolução da civilização como a conhecemos. Poderiam ser aliens e a fórmula serviria do mesmo jeito. Forster filma ação com habilidade e tem à disposição Pitt e Enos, que são muito convincentes em seus retratos de pais e mães preocupados em manter a família unida. É o que salva o filme de se transformar em mais do mesmo, coisas com as quais o cinema e a televisão estão saturados.

O longa estreia nos cinemas de todo o país nesta sexta-feira (28), comcópias convencionais, em IMAX e em 3D.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo