Cinema

Documentário sobre Sebastião Salgado abrirá Festival de Brasília

Do UOL, em São Paulo

O documentário "Revelando Sebastião Salgado", de Betse de Paula, abrirá o 46° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, que vai de 17 a 24 de setembro na capital federal. A programação completa do evento foi divulgada nesta quarta-feira (17) pela organização.

Com trilha sonora de Naná Vasconcelos, o documentário retrata o universo e a personalidade do fotógrafo mineiro, que atualmente expõe alguns de seus trabalhos no Rio de Janeiro. O fio condutor do filme é uma entrevista realizada em 2012 em Paris, onde Salgado vive.

O filme será exibido durante um coquetel no Teatro Nacional Claudio Santoro com a presença da diretora e apresentação da Orquestra Sinfônica.

Mostras

O festival contará com mostras competitivas de longa e curta ficção, de curtas de animação e de longa e curta documentário. No total, trinta títulos concorrem aos prêmios: seis títulos de longa-metragem de ficção, seis de longas documentários, seis curtas de ficção, seis curtas documentários e seis curtas de animação. "Revelando Sebastião Salgado" não fará parte dessas mostras.

Os filmes serão exibidos no Cine Brasília (EQS 106/107), em cinco cidades satélites -- Gama (Teatro SESC Gama), Sobradinho (Teatro de Sobradinho), Ceilândia (Teatro SESC Newton Rossi), Taguatinga (Teatro Paulo Autran SESC Taguatinga) e Guará (Auditório da Administração Regional do Guará) -- e com reprises no Cinema do CCBB.

A Mostra Brasília trará filmes produzidos no Distrito Federal e a Mostra Festivalzinho, filmes infantis, com exibições em escolas públicas. A programação desta última ainda está sendo desenvolvida.

Haverá cobrança de ingresso só para as sessões do Cine Brasília, mas os valores ainda não foram definidos. Nos demais lugares, a entrada será franca.

Uma das novidades deste ano será a Oficina Integrada de Cinema, que vai abordar temas como roteiro, direção, trilha sonora e finalização digital. Seminários sobre a distribuição cinematográfica e estratégias empresariais do setor.

Prêmios em dinheiro

Haverá premiações em dinheiro para várias categorias.

O melhor filme de longa metragem documentário receberá R$100 mil; o melhor de longa metragem de ficção, R$ 250 mil; o melhor curta metragem de ficção, melhor curta metragem de documentário e o melhor curta metragem de Animação, R$ 20 mil cada

Já o Prêmio do Júri Popular: vai conceder os seguintes valores aos vencedores: ao melhor filme de longa metragem, R$ 30 mil; ao melhor filme de curta metragem, R$ 20 mil.

Mais informações sobre o festival podem ser encontradas no site www.festbrasilia.com.br.

Confira abaixo a relação dos filmes selecionados.

Mostra Competitiva de filmes de longa-metragem de ficção

A ESTRADA 47 (A MONTANHA), de Vicente Ferraz
AVANTI POPOLO, de Michael Wahrmann
DEPOIS DA CHUVA, de Cláudio Marques e Marília Hughes
EXILADOS DO VULCÃO, de Paula Gaitán
OS POBRES DIABOS, de Rosemberg Cariry
RIOCORRENTE, de Paulo Sacramento

Mostra competitiva de filmes de longa-metragem documentário

A ARTE DO RENASCIMENTO - UMA CINEBIOGRAFIA DE SILVIO TENDLER, de Noilton Nunes
HEREROS ANGOLA, de Sergio Guerra
MORRO DOS PRAZERES, de Maria Augusta Ramos
O MESTRE E O DIVINO, de Tiago Campos
OUTRO SERTÃO, de Adriana Jacobsen e Soraia Vilela
PLANO B, de Getsemane Silva

Mostra competitiva de filmes de curta-metragem de ficção

AU REVOIR, de Milena Times
FERNANDO QUE GANHOU UM PÁSSARO DO MAR, de Felipe Bragança e Helvécio Marins Jr.
LIÇÃO DE ESQUI, de Leonardo Mouramateus e Samuel Brasileiro
SYLVIA, de Artur Ianckievicz
TODOS OS DIAS EM QUE SOU ESTRANGEIRO, de Eduardo Morotó
TREMOR, de Ricardo Alves Jr.

Mostra competitiva de filmes de curta-metragem documentário

A QUE DEVE A HONRA DA ILUSTRE VISITA ESTE SIMPLES MARQUÊS?, de Rafael Urban e Terence Keller
CARGA VIVA, de Débora de Oliveira
CONTOS DA MARÉ, de Douglas Soares
LUNA E CINARA, de Clara Linhart
O CANTO DA LONA, de Thiago Brandimarte Mendonça
O GIGANTE NUNCA DORME, de Dácia Ibiapina

Mostra competitiva de filmes de curta-metragem de animação

DEIXEM DIANA EM PAZ, de Julio Cavani
ED., de Gabriel Garcia
ENGOLE OU COSPERVILHA?, de Marão, David Mussel, Pedro Eboli, Fernanda Valverde, Jonas Brandão, Giuliana Danza, Gabriel Bitar e Zé Alexandre
FAROESTE - UM AUTÊNTICO WESTERN, de Wesley Rodrigues
QUINTO ANDAR, de Marco Nick
RYB, de Deco Filho

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo