Filmes e séries

"Os Smurfs 2" passa a lição de que família não é definida por quem deu à luz, diz Neil Patrick Harris

Natalia Engler

Do UOL, em Cancún (México)*

31/07/2013 06h00

Os seres azuis criados pelo belga Peyo normalmente já são capazes de acionar memórias de infância em todos aqueles que passaram muitas manhãs vendo desenhos na TV. Mas, em "Os Smurfs 2", que estreia nesta sexta (2), as criaturinhas também conseguiram provocar identificação nos próprios atores do filme, que falaram sobre a experiência em entrevista ao UOL (assista ao vídeo acima).

"Patrick e eu temos muito em comum. Mais no primeiro filme, porque Patrick se perguntava se seria um bom pai, e o que ser pai significava para ele", diz Neil Patrick Harris (da série "How I Met Your Mother"), que, com seu parceiro David Burtka, é pai dos gêmeos Gideon Scot e Harper Grace, 2, gerados em barriga de aluguel. "Mas adoro esta noção de que sua família não é necessariamente definida por quem deu você à luz. É mais definida por quem escolhe te amar para o resto da sua vida", afirma o ator.

No novo filme, Gargamel cria os Danadinhos, espécie de smurfs do mal, e sequestra Smurfette para extrair dela a fórmula que pode transformr as criaturas em smurfs de verdade. Ao mesmo tempo, ela, que foi criada por Gargamel e transformada em smurf pelo Papai Smurf, questiona-se qual é sua verdadeira família e que influência isso tem sobre ela.

Já para Hank Azaria, que interpreta o bruxo Gargamel, o filme não se relaciona diretamente com sua vida familiar, mas trouxe à tona outra experiência importante de sua carreira: a dublagem de personagens da série de animação "Os Simpsons" --como Moe, Apu e Carl-- desde a primeira temporada, em 1989. "A voz do Gargamel apareceu em um episódio muito antigo dos 'Simpsons'", conta. "Eu fiz um personagem que falava assim. Não é igual, mas lembrei disso e achei que poderia ser bom para Gargamel".

A experiência com "Os Simpsons" também ajudou Azaria a contracenar com seres que só seriam adicionados digitalmente na pós-produção. "Nos 'Simpsons', estou acostumado a atuar sem mais ninguém lá, só imaginar tudo, porque é animação, e isso é útil para esse trabalho com os smurfs. Eu não quero chocar ninguém, mas os smurfs não existem de verdade", brinca.

Assista à íntegra das entrevistas de Harris, Azaria e do diretor Raja Gosnell no vídeo no topo da página.

* A jornalista viajou a convite da Sony Pictures

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Cinema
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
Da Redação
EFE
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
EFE
do UOL
EFE
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
ANSA
do UOL
Comportamento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
Topo