Filmes e séries

"No Rio é mais gostoso", diz Carlos Saldanha sobre escolha da cidade em filme internacional

Ronaldo Pelli

Do UOL, no Rio de Janeiro

05/08/2013 11h25

À frente do terceiro produto do projeto "Cities of Love" --após "Paris, Je T'Aime" (2006) e "New York, I Love You" (2009)-- o diretor Carlos Saldanha foi sucinto ao justificar a escolha da Cidade Maravilhosa como cenário do filme "Rio, Eu Te Amo". "No Rio é mais gostoso", disse ele, nesta segunda-feira (5), durante entrevista na capital fluminense.

Carioca, Saldanha vai trabalhar ao lado de Rodrigo Santoro e Bruna Linzmeyer no volume brasileiro de "Cities of Love", que mistura pequenas histórias românticas e cenários das cidades escolhidas em diversos curtas dirigidos por diferentes cineastas. Segundo Saldanha, os produtores lutam para concretizar o filme no Brasil desde 2006, quando estreou o primeiro título da franquia, ambientado na capital francesa.

Além dele, também participam de "Rio, Eu te Amo" os diretores brasileiros Fernando Meirelles ("Cidade de Deus" e "Ensaio Sobre a Cegueira"); José Padilha ("Tropa de Elite"); Andrucha Waddington ("Casa de Areia"); e Vicente Amorim ("Um Homem Bom"). O filme ainda vai contar com cineastas internacionais, como Stephan Elliott ("Priscilla - a Rainha do Deserto") e a franco-libanesa Nadine Labaki ("Caramelo").

Para situar as curtas histórias de amor, os filmetes vão usar locações do Rio como Copacabana (onde Meirelles vai rodar sua produção), o Pão de Açúcar (cenário para a história de Stephen Elliot), o Centro da cidade (o segmento de Waddington) e São Conrado (caso do filme de Padilha). O projeto está programado para chegar aos cinemas do Brasil em 2014.

Um dos cenários usados por Saldanha em seu curta será o Theatro Municipal, no centro da cidade. "É onde tudo começou", disse ele, referindo-se à história do Rio de Janeiro. Saldanha ainda ressaltou a beleza do prédio do início do século 20 e sua função primordial: ser palco de espetáculos artísticos. "Sempre tive muita vontade de usá-lo em uma das animações 'Rio', mas é praticamente impossível desenhar o Theatro Municipal", contou.

Para se ocupar com "Rio, Eu Te Amo", Santoro terá de fazer uma pausa em sua agenda internacional, que inclui atuar em "300: A Ascensão do Império" --ele interpreta novamente o rei persa Xerxes. Natural da cidade de Petrópolis, o ator lembrou que sentiu-se "carioca" rapidamente quando mudou-se para o Rio, aos 18 anos. "Há uma descontração natural no Rio, um sentimento bacana, mas há problemas também na cidade", ponderou o ator.

Santoro e Saldanha já trabalharam juntos nos dois longas da franquia de animação "Rio", na qual o ator dubla o cientista Túlio. "Antes, nós trabalhamos com a voz. Agora vamos usar o corpo inteiro, literalmente", disse o ator, dando algumas pistas sobre a sua participação no curta, que vai mostrar cenas de dança.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
Roberto Sadovski
Cinema
Colunas - Flavio Ricco
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo