Cinema

Justiça autoriza estreia de filme sobre atriz de "Garganta Profunda"

Do UOL, em São Paulo

A Justiça norte-americana autorizou a estreia no filme "Lovelace", estrelado por Amanda Seyfried, para este final de semana nos Estados Unidos. A produtora que detém os direitos de "Garganta Profunda" moveu nesta terça (6) uma ação que tentava impedir o lançamento do longa que narra parte da vida da protagonista do clássico do cinema erótico, de 1972.

A ação alega que "Lovelace" usa mais de cinco minutos de imagens de "Garganta Profunda" sem autorização dos proprietários dos direitos, e que mesmo o nome do filme viola uma marca registrada - o nome de batismo da atriz era Linda Boreman. O processo protocolado solicita também uma indenização de 10 milhões de dólares dos produtores e distribuidores do novo filme, alegando violação de direitos autorais.

"Estamos felizes que o bom senso prevaleceu", disse o presidente da Mark Gill, presidete da Millennium, produtora responsável pelo longa. "A ação foi totalmente injustificada. Acreditamos que o caso foi um insulto aos nossos direitos de liberdade de expressão. A Arrow sempre foi calara sobre seu desejo de controlar a discussão sobre o 'Garganta Profunda' – filme que eles consideram um 'divisor de águas' da cultura popular americana – e dificultar projetos sobre isso".

"A lei não apoia esse tipo de coisa", disse Gill. A decisão da Justiça, no entanto, não encerra o processo, apenas nega a tentativa de impedir que o filme seja lançado. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo