Filmes e séries

Conheça os criminosos adolescentes por trás do filme "Bling Ring"

Do UOL, em São Paulo

Sofia Coppola conta em "Bling Ring - A Gangue de Hollywood" a história de uma quadrilha de adolescentes fascinados pela fama que se especializa em roubos a casas de celebridades. As vítimas são artistas como o DJ Paul Oakenfold, a atriz Lindsay Lohan, o ator Shia Labeouf e a socialite Paris Hilton. Roteiro mirabolante? Não mais do que uma história real.

Embora os personagens do filme tenham recebidos outros nomes, o filme é sobre Nick Purgo, Rachel Lee, Courtney Ames e as meias-irmãs Alexis Neiers e Tess Taylor, que foram julgados e detidos em 2010. Alexis e Tess se preparavam para a "fama" com a estreia do piloto de um reality show sobre o dia-a-dia festeiro e de muita mordomia no subúrbio rico de Los Angeles (“Pretty Wild”, que acabou indo ao ar apenas uma temporada), quando a polícia bateu em sua porta. 

  • Arte/UOL

Os roubos aconteceram entre outubro de 2008 e agosto de 2009. Foram, no total, US$ 3 milhões em joias, dinheiro e objetos de grife – principalmente objetos de grife. Sapatos, bolsas, make-up, perfumes e lingeries de marcas como Chanel, Tiffany e Yves Saint Laurent eram o foco dos roubos. O dinheiro em espécie era gasto nos mesmos lugares luxuosos que as celebridades frequentavam – tudo devidamente postado e registrado nas redes sociais.

Afinal, por qual razão eles invadiam e roubavam as mansões? Em busca dessa resposta, a jornalista da revista “Vanity Fair”, Nancy Jo Sales, fez uma matéria com os adolescentes, publicou o livro “Bling Ring” mais tarde, que serviu de base para a adaptação de Sofia Coppola. Ricos, jovens e bonitos, os criminosos buscavam emular a vida de famoso, levando o culto e o desejo de alcançar a fama ao extremo.

Eles acessavam o site “TMZ”, pesquisavam o endereço das celebridades no site celebrityaddressaerial.com e planejavam a invasão. No caso de Paris Hilton foi fácil. A socialite guardava a chave de casa debaixo do tapete.

Filha de um ex-coelhinha da Playboy, Alexis Neiers cresceu ouvindo um conselho da mãe. “O que foi que eu digo desde que vocês eram crianças? Nunca façam nada que não queriam ver na primeira página do ‘L.A. Times’” (uma das célebres falas da matriarca em uma das cenas de “Pretty Wild”).

Prestes a estrear na TV, Alexis chegou a contestar as acusações. Afirmou que estava bêbada quando invadiu a casa de, por exemplo, Orlando Bloom, o astro de “O Senhor dos Anéis” e “Piratas do Caribe”.

Nick Prugo, o único homem da quadrilha, disse mais tarde que Alexis estava consciente do que fazia. Após a polícia encontrar um colar Chanel pertencente a Lindsay Lohan e uma bolsa do Marc Jacob de Rachel Bilson (do seriado “The O.C.), ela acabou confessando e sendo condenada a 180 dias de cadeia e mais três anos de liberdade condicional. Ironias a parte, durante os últimos dias na detenção, ela ficou ao lado de Lindsay Lohan.

Tido como uma criança tímida, Nick se envolveu com drogas na adolescência e roubava os próprios pais para sustentar o vício. Ele e a amiga Rachel Lee bolaram juntos o primeiro roubo, em uma casa de veraneio de um desconhecido. Rendeu US$ 8 mil. Da primeira experiência, aprenderam a verificar se os carros de luxo da região estavam com as portas destrancadas. Não para roubá-los, mas para vasculhar seu interior atrás de um cartão de crédito que pudesse financiar uma nova tarde de compras.

Suposta líder do grupo, Rachel ia para a escola dirigindo um Audi A4 branco. Já tinha problemas com furtos em uma loja de cosméticos. Nick contou à jornalista que, na época, Rachel estava aficionada por reality shows com famosos. Foi ela que organizava os assaltos toda vez que queria ter roupas novas. Courtney Ames, amiga de Rachel Lee, foi a ponte que faltava entre Rachel e Nick e as irmãs.

Trailer de "Bling Ring"


Cocaína e uso de banheiro
“Encontramos cerca de cinco gramas de cocaína na casa de Paris", contou Nick Prugo a Nancy, do “Vanity Fair”. Após cheirar o pó, ele conta: “dirigimos ao redor Mulholland tendo o melhor momento de nossas vidas". No filme, a trupe acha a droga em outro lugar, talvez pelo fato de Paris sempre ter negado o fato ou de Sofia Coppola manter uma proximidade com a socialite.

Para a jornalista, Nick contou histórias ainda mais pitorescas, como quando Rachel Lee não só roubou perfumes e joias de Rachael Bilson, como também deixou um “presente” no banheiro para a atriz. "Eu não usava o banheiro com medo de que talvez eu deixasse algum tipo de evidência por lá. Acho estranho, pessoalmente. Mas sim, ela fez. Lembro-me do incidente muito bem. Lembro do cheiro, que era muito desagradável”.

Nick Prugo conta também quando a polícia, de armas em punho, em busca dos bens roubados (que estavam devidamente estocados no porão da casa de sua avó), apreendeu um óculos de sol que seria de Orlando Bloom. Ele negou: era dele. "Eu posso tê-los comprado com dinheiro roubado, mas eu não roubei esses óculos", relatou à jornalista.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
EFE
EFE
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
EFE
EFE
Colunas - Flavio Ricco
Blog do Barcinski
Roberto Sadovski
redetv
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Jogos
Reuters
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
AFP
Reuters
do UOL
Reuters
do UOL
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
Blog do Matias
do UOL
AFP
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Roberto Sadovski
Topo