Cinema

Diretor de "Corrida Contra o Destino" morre aos 83 anos

Reprodução
Cena do filme "Corrida Contra o Destino" (1971), do diretor Richard Sarafian, que morreu nesta quarta (18) imagem: Reprodução

Do UOL, de São Paulo

O cineasta americano Richard Sarafian, mais conhecido pelo filme de perseguição “Corrida Contra o Destino” (“Vanishing Point”), morreu nesta quarta-feira (18) em Santa Monica, na California, aos 83 anos, após complicações causadas por uma pneumonia.

Sarafian também dirigiu "The Man Who Loved Cat Dancing" (1973), com Burt Reynolds, "Sunburn" (1979), com Farrah Fawcett e "Eye of the Tiger" (1986), com Gary Busey.

Como ator, chegou a participar de filmes como "Politicamente Incorreto", "Bugsy" e "Don Juan DeMarco", com Marlon Brando. Entre seus projetos na televisão destacam-se "Lawman", "Hawaiian Eye", "77 Sunset Strip", "Batman", "I Spy" e "Gunsmoke".

Sarafian serviu o exércio americano na Guerra da Coreia, nos anos 1950, pouco antes de ingressar na Universidade de Nova York. Sua carreira, no entanto, acabou tomando outros rumos quando, trabalhando como repórter em Kansas City, conheceu o diretor novato Robert Altman, que o convidou para ser seu assistente em Hollywood.

Mais tarde, Sarafian se casou com a irmã de Altman, Joan, com quem teve quatro filhos. O último trabalho dele no cinema foi o longa “Solar Crisis”, de 1990. Seu filme mais famoso, “Vanishing Point” (1971), com as cenas de perseguição de um Dodge Challenger cruzando o território americano, tornou-se um clássico cult.

Entre várias outras referências, a influência do longa na cultura pop pode ser conferida em “Death Proof”, de Quentin Tarantino, no videoclipe de “Show Me How To Live”, da banda Audioslave, no disco “Vanishing Point”, do Primal Scream, e na música "Breakdown", do Guns N' Roses.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo