Cinema

Juíza rejeita processo sobre suposto plágio de James Cameron em "Avatar"

Divulgação
Cena do filme ''Avatar'', de James Cameron, que foi acusado de plagiar história de ex-funcionário imagem: Divulgação

Do UOL, de São Paulo

Uma juíza do Estado da Califórnia rejeitou as acusações de que o diretor James Cameron teria plagiado ideias para filmar o blockbuster "Avatar", a maior bilheteria da história do cinema, publicou nesta quinta-feira (3) o site da revista "Variety".

Em dezembro de 2011, Eric Ryder, ex-funcionário do cineasta, processou James Cameron e a produtora Lightstorm Entertainment, afirmando que, entre 1996 e 1998, ele escreveu uma história chamada "KRZ 2068", com elementos muito similares aos de "Avatar".

A juiza do Tribunal Superior de Los Angeles Susan Bryant-Deason, no entanto, entendeu que Cameron desenvolveu a história de maneira independente.

Em janeiro deste ano, o juiz Alan Rosenfield, também do Tribunal Superior de Los Angeles, garantiu aos advogados de Ryder o acesso ao roteiro do longa-metragem, que ganhou em 2010 três Oscars, mas não permitiu a eles ter os rascunhos.

Segundo a Fox, a juíza disse que a decisão é consonante à outra do início deste ano, expedida pela juíza Margaret Morrow, de uma corte distrital americana. Ela também julgou a favor de Cameron em outro processo de plágio movido por Gerald Morawski, que também já havia trabalhado com o cineasta, no início dos anos 1990.

Cameron emitiu um comunicado em resposta à ação de Eric Ryder: "Infelizmente, parece que, sempre que um filme de sucesso é produzido, há pessoas que tentam ficar ricas rapidamente, alegando que suas ideias foram utilizadas. Várias dessas reivindicações foram feitas em relação à 'Avatar'. Agradeço aos tribunais, que têm tirado o mérito delas".

"Como eu já disse, 'Avatar' foi o meu filme mais pessoal, baseado em temas e conceitos que eu vinha explorando há décadas", acrescentou.
 
Cameron dirigiu os dois filmes mais lucrativos da história do cinema, "Titanic" (1997) e "Avatar" (2009), que arrecadaram US$ 2,2 bilhões e US$ 2,7 bilhões em todo o mundo, respectivamente.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo