PUBLICIDADE
Topo

Luana Piovani relata "divergências" com Norma Bengell para cinebiografia

Do UOL, em São Paulo

09/10/2013 12h17

A atriz Luana Piovani contou durante o programa "Encontro Com Fátima Bernardes", da Globo, que foi convidada para interpretar Norma Bengell na cinebiografia que a atriz, que morreu na madrugada desta quarta-feira (9), pretendia dirigir. No entanto, divergências entre Luana e Norma interromperam o projeto "pela enésima vez".

"A história da vida dela é brilhante. Quando ela me convidou, eu pensei: 'Nossa, o papel da vida de qualquer atriz'. Ela queria dirigir, e era ali que a gente divergia. Ela queria refazer a cena de 'Os Cafajestes'. Eu sempre fiquei com um pé atrás com a direção", contou Luana, citando a famosa cena do filme de Ruy Guerra em que Norma protagoniza o primeiro nu frontal da história do cinema brasileiro.

Norma mantinha o ousado projeto de contar a própria vida no cinema desde o final das filmagens de "O Guarani". Em 1998, a atriz chegou a noticiar que o filme, com roteiro do norte-americano Syd Field e da brasileira Julia Abreu, se dividiria em três protagonistas: Adriana Esteves, Patrícia Pillar e Cláudia Lira --que já estaria confirmada para interpretá-la.

Já em 2007, quando foi acusada pelo TCU (Tribunal de Contas da União) de irregularidades na prestação de contas de "O Guarani", Norma afirmou à revista "Isto É" que queria distância da produção e direção do filme. 

"O roteiro está nas mãos da produtora de Assunção Hernandes. Não quero nem saber dessas coisas", disse a atriz. Na ocasião, ela ainda comentou que queria Ana Paula Arósio no papel principal e que o filme tinha um novo nome, "Tudo Por Amor".