Cinema

"Ele não é uma coisa só", diz Cazarré sobre personagem em "Serra Pelada"

Gabriel Mestieri

Do UOL, em São Paulo

Protagonista, ao lado de Júlio Andrade e Sophie Charlotte, de "Serra Pelada", o ator Juliano Cazarré diz que seu personagem no longa é "tipicamente brasileiro". Ex-boxeador que vai para o Pará em busca de ouro, Juliano (o personagem tem o mesmo nome do ator) logo aprende as regras do local e passa a resolver seus conflitos com uma arma em punho. "Ele é um personagem típico do Brasil. Ao mesmo tempo em que é violento, é charmoso, é carismático, mas é um cara que você fala: 'esse cara aí tá errado, ele é um bandido'. Essa é a graça dele, que ele não é uma coisa só", disse o ator em entrevista ao UOL (assista acima).

Júlio Andrade, que interpreta um ex-professor que deixa mulher e filho para ir para Serra Pelada, diz que o personagem faz tudo pela família. "Ele foi para lá sabendo muito o que queria", diz o ator, que rejeita o rótulo de "ingênuo" de Joaquim.

Novo filme do diretor Heitor Dhalia ("O Cheiro do Ralo"), "Serra Pelada" retrata a história de dois amigos (Juliano e Joaquim) que vão para a Serra Pelada, no Pará, em busca de ouro, na corrida pelo metal que ocorreu no Estado amazônico no início da década de 80. O filme estreia nos cinemas na próxima sexta-feira (18).

No garimpo, conhecem o "coronel" Carvalho (Matheus Nachtergaele) e sua noiva, a ex-protistuta Tereza (Sophie Charlotte), além de Lindo Rico (Wagner Moura), garimpeiro e contrabandista de voz calma e temperamento explosivo.

Cazarré e Andrade não poupam elogios à Charlotte, que faz seu primeiro papel no cinema no filme. "A onça demorou um pouquinho para aparecer, mas apareceu e está lá no filme", diz Cazarré sobre a atuação da colega. "Com certeza ela não é a mesma atriz que era antes do filme. Acho que ela teve um crescimento gigantesco como artista", completa Andrade.

No vídeo (assista acima), os atores comentam, ainda, o fato de terem sido as "segundas opções" de Dhalia para os papéis, inicialmente programados para Daniel de Oliveira (Joaquim) e Wagner Moura (Juliano) - os protagonistas tiveram que ser alterados após atrasos na produção.

"Ele é o cara que está sempre me dando força e neste filme muito mais", disse Andrade sobre Oliveira.

"Recebi uma ligação do Wagner e ele disse 'olha, a gente acha que é tu, velho, quer fazer?'. Falei 'posso, estou acabando uma novela e vou amarradão'", afirmou Cazarré.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo