Cinema

Ex-diretora de filme de Natalie Portman é processada por alcoolismo

Disney
Faroeste é produzido pela atriz Natalie Portman (foto) imagem: Disney

Do UOL, em São Paulo

O filme "Jane Got a Gun", cuja produção é de Natalie Portman, 32, passa por mais problemas para a sua finalização. Agora, os produtores do longa-metragem estão processando a ex-diretora Lynne Ramsay por ela ter uma postura abusiva e ir ao trabalho sob o efeito de álcool.

A confusão com Ramsay começou quando ela largou o faroeste no primeiro dia de filmagem, em meados de 2013. Em solidariedade à diretora, o ator Jude Law também deixou o elenco do filme.

Como conta o site The Hollywood Reporter, os produtores alegam que Ramsay ganhou um adiantamento de US$ 750 mil para dirigir as cenas de "Jane Got a Gun". O processo afirmou que Ramsay tinha um comportamento perigoso no set, mexendo com armas de fogo reais enquanto estava bêbada.

Os produtores do filme afirmam ainda que a diretora quebrou o contrato antes da combinado. "Ela estava sempre bêbada, sob efeito de álcool e tratava os atores e as equipes de produção de forma abusiva", lê-se no processo contra Ramsay, que já dirigiu também o filme "Precisamos Falar Sobre Kevin".

Este é só mais um problema do faroeste de Natalie Portman, que é também a protagonista do filme. Com Rodrigo Santoro confirmado no elenco, "Jane Got a Gun", que conta a história de uma mulher que pede a ajuda do ex-amante para cuidar da fazenda do marido, já perdeu os atores Michael Fassbender e Bradley Cooper.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo