Cinema

"'O Último Imperador' nasceu para ser em 3D", diz Bertolucci

Pascal Le Segretain / Getty Images
28.ago.2013 - O cineasta Bernardo Bertolucci, presidente do júri de Veneza, fala ao público presente no festival durante a abertura do Festival de Veneza imagem: Pascal Le Segretain / Getty Images

Do UOL, em São Paulo

O diretor do clássico "O Último Imperador" (1987), Bernardo Bertolucci, afirmou em entrevista concedida no Chinese Theatre, em Hollywood, no domingo (10), que o longa nasceu para ser exibido em 3D, segundo o site da revista americana "Variety".

"Eu acho que essa é uma nova vida para o filme. O longa não mostra a tentação que outros diretores usam com o 3D, por exemplo, de jogar macarrão na cara dos telespectadores. É um 3D bem inocente", disse o diretor, que sugeriu que o filme poderá entrar em cartaz em circuito fechado nos Estados Unidos.

Bertolucci ainda complementou que acredita que, mesmo assim, os fãs do filme e aqueles que ainda não conhecem a obra irão adorar o efeito. "Eu acredito que o filme irá fazer o telespectador se sentir dentro da Cidade Proibida", concluiu.

A versão em 3D de "O Último Imperador" foi anunciada em abril deste ano e exibida no 66ª edição do Festival de Cannes, em maio. A produção conta a história da infância de Pu Yi, o último imperador da China.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo