Filmes e séries

Polêmico filme de James Franco é premiado em festival em SP

Divulgação
"Interior. Leather Bar" (2013), de James Franco e Travis Mathews Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

14/11/2013 12h45

O Festival Mix Brasil de Cultura de Diversidade premiou, na noite de terça-feira (13), o filme "Interior. Leather Bar.", dirigido por James Franco e Travis Mathews, como melhor documentário da mostra.

Os vencedores da noite foram escolhidos por duas bancadas: a do público e um júri técnico, composto por pelo cineasta John Cameron Mitchell, por um representante do Festival de Cinema de Berlim, pela diretora brasileira Claudia Priscill e por Beth Sá Freire, diretora adjunta do Festival Internacional de Curtas de São Paulo.

O curta "O Amor Que Não Ousa Dizer Seu Nome", que fala sobre um relacionamento entre duas mulheres, de Bárbara Roma, levou o prêmio de melhor curta nacional eleito pelo júri técnico.

O júri popular elegeu o filme "Laio", de Daniel Grinspum, como melhor curta nacional. A produção fala sobre o ataque homofóbico contra um grupo de pessoas com uma lâmpada, na Avenida Paulista, em São Paulo.

Um dos principais prêmios da noite, o de melhor longa, ficou com "Tatuagem" - filme também premiado no Festival de Gramado.

O prêmio Ida Feldman - a homenagem da noite - foi para o diretor Lufe Steffen, responsável pelo documentário "São Paulo em Hi-Fi", que fala sobre a noite gay paulistana dos anos 60, 70 e 80.

A edição deste ano vai até dia 17 de novembro, em São Paulo. No Rio de Janeiro, o Festival começa nesta quinta-feira (14) e vai até o dia 21 de novembro.

Abaixo, a lista completa dos ganhadores:

Júri Popular

Melhor Curta Estrangeiro "Yeah Kowalski", de Evan Roberts
Melhor Documentário "Interior. Leather Bar.", de James Franco e Travis Mathews
Melhor Longa Estrangeiro "Além da Fronteira", de Michael Mayer
Melhor Curta Nacional "Laio", de Daniel Grinspum
Longa Nacional "Tatuagem", de Hiton Lacerda

Prêmio Ida Feldman Lufe Steffen

Premio Canal Brasil de Incentivo ao Curta Metragem (de R$ 15 mil) "Linda, Uma História Horrível" de Bruno Gularte Barreto.

Premiados pelo Júri Técnico

Melhor direção de arte Rafael Aidar e equipe de produção por "Pacote"
Melhor Fotografia Bruno Polidoro por "Linda Uma História Horrível"
Melhor Roteiro Felipe Cabral por "Rótulo"
Melhor Interpretação Felipe Cabral por "Rótulo"
Melhor Interpretação Daniela Glamour Garcia por "O Amor que não ousa dizer seu nome"
Melhor Direção Rafael Aidar por "Pacote"
Melhor curta metragem nacional Troféu Coelho de Ouro 2013 "O Amor Que Não Ousa Dizer Seu Nome" de Bárbara Roma.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
Da Redação
EFE
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
EFE
do UOL
EFE
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
ANSA
do UOL
Comportamento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
Reuters
Topo