Cinema

Homem que inspirou "127 horas" é preso sob acusação de violência doméstica

© Denver Police Department
7.dez.2013 - Polícia norte-americana divulga foto do alpinista Aron Ralston, preso sob acusação de violência doméstica imagem: © Denver Police Department

Do UOL, em São Paulo

O alpinista Aron Ralston, que cortou o próprio braço em um cânion nos Estados Unidos e inspirou o filme "127 Horas" (2010), estrelado por James Franco, foi preso neste sábado (7), sob acusação de violência doméstica, informou a imprensa norte-americana. Menores estão envolvidos no caso, segundo a polícia.

No momento em que foi detido, Ralston estava na casa de uma mulher chamada Vita Shannon, que também foi presa sob as mesmas acusações.

Em 2009, Ralston se casou com uma mulher chamada Jessica Trusty e juntos tiveram um filho chamado Leo. Não se sabe se os dois continuam juntos e, no momento, a polícia não divulga mais informações sobre o caso. 

Em 2003, Aron Ralston, engenheiro mecânico, passava um final de semana explorando o cânion Blue John, no Estado de Utah, nos Estados Unidos. Ao descer por uma fenda, uma rocha enorme se desprendeu, fazendo com que caísse alguns metros abaixo e prendendo seu braço direito contra a parede da fenda. Para sobreviver, após cinco dias, ingeriu a própria urina e teve que amputar o braço.

Ralston escreveu uma autobiografia e sua história deu origem ao filme "127 horas", de Danny Boyle. Em 2011, o filme concorreu em seis categorias do Oscar, incluindo de Melhor Filme. 

  • Aron Ralston e sua mulher, Jessica Trusty, participam da cerimônia do Oscar em 2011

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo