Topo

Filmes e séries

Mia Farrow e filho ironizam homenagem a Woody Allen no Globo de Ouro

Michael Loccisano/Getty Images
2.mai.2012 - Mia Farrow e o filho, Ronan, comparecem a festa da ONU em Nova York Imagem: Michael Loccisano/Getty Images

Do UOL, de São Paulo

13/01/2014 07h42

Grande homenageado da 71ª edição do Globo de Ouro, Woody Allen foi alvo da ironia de sua ex-mulher Mia Farrow e do filho da atriz, Ronan. Como de costume, o diretor não compareceu à cerimônia, realizada na noite deste domingo (12), em Los Angeles, que premiou Cate Blanchett como melhor atriz de drama por "Blue Jasmine".

"Hora de pegar um pouco de sorvete e mudar de canal para #GIRLS", publicou Mia em sua conta do Twitter, em alusão a uma das polêmicas que decretaram o fim da união de 12 anos com o cineasta, em 1992. Allen teria abusado sexualmente de Dylan, filha adotiva do casal, quando ela tinha apenas 7 anos. A história foi confirmada pela jovem recentemente na revista "Vanity Fair".

Ronan Farrow também se manifestou sobre o caso, e foi ainda mais incisivo em seus comentários na rede social. “Perdi o tributo a Woody Allen eles colocaram a parte em que uma mulher afirma publicamente ter sido molestada por ele, aos 7 anos, antes ou depois de 'Noivo Neurótico, Noiva Nervosa'?", postou Ronan.

Em outubro, Farrow admitiu que o filho, de 26 anos, "possivelmente" poderia ser filho de Sinatra, e não de Allen. "Nós nunca nos separamos de verdade", acrescentou a atriz sobre o cantor, dizendo jamais ter feito exame de DNA para confirmar a paternidade do jovem.

Após se separar de Mia Farrow, Woody Allen assumiu seu romance, que dura até hoje, com Soon-Yi Previn, uma das filhas adotivas da ex-mulher e irmã de Ronan. Eles começaram a se relacionar em 1991, ainda durante o casamento, quando Allen tinha 56 anos e Previn, 19.

Homenagem

Conhecido por sua aversão a premiações, Woody Allen não compareceu para receber o prêmio honorário do Globo de Ouro. Ele foi representado por sua ex-musa e ex-mulher Diane Keaton, que ressaltou justamente a qualidade das personagens femininas de Allen, desde a sua Annie Hall (de "Noivo Neurótico, Noiva Nervosa") até "Blue Jasmine", que já foram interpretadas por "179 das melhores atrizes, simplesmente porque elas quiseram representá-los".

O cineasta não escapou de ser alvo de uma piada de Emma Stone, que apresentou o prêmio Cecil B. DeMille. "Você é realmente problemático", brincou a atriz, ao relembrar filmes e personagens do diretor.