Cinema

Mostra de SP: Documentários retratam Cássia Eller, Los Angeles e Burroughs

Chico Fireman

Do UOL, em São Paulo

Registros das vidas de personalidades, experiências cinematográficas improváveis, ensaios poéticos sobre a vida e raridades estão entre os documentários dos quatro cantos do mundo que integram a seleção da Mostra de São Paulo 2014. Selecionamos cinco títulos imperdíveis (clique para ver os horários dos filmes ou leia no fim do texto).

Cinco documentários imperdíveis

  • Divulgação

    "Burroughs: O Filme" (1983), de Howard Brookner

    A Mostra exibe uma versão remasterizada deste filme que Howard Brookner dirigiu e que mostra uma visão intimista da vida de um dos mais conhecidos escritores da geração beat. Além de registrar como se desenvolveu a literatura de William Burroughs, o filme recria seu estilo de vida fora dos padrões, incluindo viagens pelos EUA e África, além de remontar as tragédias pessoais da vida do autor.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    "Cássia" (2014), de Paulo Henrique Fontenelle

    Fontenelle vem se afirmando como um dos grandes documentaristas do cinema brasileiro. Depois do excelente "Lóki - Arnaldo Batista" e do elogiado "Dossiê Jango", ele volta à música com esta radiografia de Cássia Eller, principal nome feminino do rock brasileiro nos anos 90. Com imagens raras, ele explora o sucesso instantâneo de Cássia, a polêmica sobre sua sexualidade e sua morte precoce em 2001.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    "Os Convidados" (2014), de Ken Jacobs

    Assistir a este filme talvez seja o programa mais improvável desta edição da Mostra. O experimental Ken Jacobs faz uma releitura de uma cena de dez segundos do curta "Entrada de um Casamento na Igreja", dirigido em 1896 pelos irmãos Lumière. Nesta obra vanguardista e muda, Jacobs mistura quadros, formatos e tecnologias para criar uma poderosa experiência visual que homenageia a história do cinema.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    "Los Angeles por Ela Mesma" (2003), de Thom Andersen

    Mais uma versão remasterizada de um filme raríssimo, que nunca foi lançado comercialmente e teve pouquíssimas exibições em cinematecas. O filme é uma espécie de ensaio sobre a cidade e como ela é representada no cinema. A narrativa é composta por trechos de longas conhecidos e independentes, todos rodados ou cuja história se passa em Los Angeles, com um voice over que explora mitos e verdades.

    Imagem: Divulgação

  • Divulgação

    "A Vida Pode Ser" (2014), de Mania Akbari e Mark Cousins

    A iraniana Mania Akbari, atriz de "Dez", de Abbas Kiarostami, e também cineasta, faz uma espécie de troca de cartas com o documentarista Mark Cousins, autor do livro "História do Cinema", que também virou série de TV. A cada troca de mensagens, os dois divagam sobre temas como o exílio, o Irã e os filmes - e a combinação de seus estilos produz um cinema simples, sincero, poético e reflexivo.

    Imagem: Divulgação

Serviço

"Burroughs: o Filme"
Sex. (17), às 16h - Espaço Itaú Frei Caneca 3
Sáb.: (18), às 23h59 - Espaço Itaú Frei Caneca 4
Dom. (19), às 22h30 - Espaço Itaú Frei Caneca 3

"Cássia"
Dom. (19), às 19h45 - Cine Livraria Cultura 1
Ter. (21), às 17h20 - Espaço Itaú Frei Caneca 2
Qua. (29), às 21h50 - Cine Sabesp

"Os Convidados"
Qua. (29), às 15h - Cinesesc

"Los Angeles por Ela Mesma"
Sex. (24), 20h - Belas Artes Sala SPCine
Sáb. (25), às 15h50 - Cine Sabesp
Dom. (26), às 20h30 - Espaço Itaú Augusta 1
Ter. (28), às 19h - Espaço Itaú Frei Caneca 1

"A Vida Pode Ser"
Sex. (24), às 20h45 - Cine Livraria Cultura 1
Sáb. (25), às 18h20 - MIS
Dom. (26), às 21h50 - Belas Artes Sala SPCine
Seg. (27), às 19h - FAAP

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo