Cinema

Documentário sobre maconha medicinal ganha exibição e debate na Mostra

Do UOL, em São Paulo

A advogada Margarete Brito, 42 anos, foi a primeira pessoa a importar de maneira ilegal o canabidiol ou CBD –um dos componentes da maconha. Isso tudo porque ela descobriu que a substância diminuía as convulsões da filha dela, Sofia, de 5 anos, portadora de CDKL5, uma síndrome sem cura que tem como sintoma convulsões epiléticas de difícil controle.

Margarete é uma das personagens do documentário "Ilegal", que estreou no dia 9 de outubro em 18 cidades do país e ganhará uma exibição especial nesta sexta (31), às 21h, no Auditório Ibirapuera, durante a 38ª Mostra de São Paulo. O filme mostra a luta de um grupo de mães contra a burocracia e o preconceito para garantir aos seus filhos o direito à saúde e o movimento que elas promoveram pela legalização da Cannabis medicinal.

Após a sessão, Margarete se junta ao deputado Jean Wyllys, ao fundador da Cooperifa Sérgio Vaz, ao codiretor do filme Raphael Erichsen e Denis Russo, editor da revista "Superinteressante" [produtora do filme],  para um debate. 

Fernando Grostein, diretor do documentário "Quebrando o Tabu" (2011), também estará presente. Na obra de Grostein, Fernando Henrique Cardoso aparece como uma espécie de Al Gore do hemisfério Sul, cuja verdade inconveniente é a impossibilidade de barrar o uso de drogas em uma sociedade livre. (veja o álbum acima). 

Conversas entre Cinema e Militância

Auditório Ibirapuera (Avenida Pedro Álvares Cabral, Portão 2, Parque do Ibirapuera)
Sexta (31), às 21h
Grátis. Os ingressos serão distribuídos com uma 1h30 antes do evento.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo