Filmes e séries

Ficção científica rodada em Curitiba sairá em DVD nos Estados Unidos

Guilherme Solari

Do UOL, em São Paulo

04/11/2014 10h30

Ciências ocultas, teorias conspiratórias, sociedades secretas, física quântica, alienígenas, misticismo e Curitiba. Esses são os ingredientes de "Os Caçadores de Espécies e o Símbolo Secreto", longa independente de ficção científica que passou por festivais nos Estados Unidos, França, Portugal, México, Uruguai, Argentina, Chile e Índia.

Divulgação
O produtor Ruy Marques como o alienígena ALSET em "Os Caçadores de Espécies e o Símbolo Secreto" Imagem: Divulgação

"O lugar onde o filme arranjou mais dificuldade para ser distribuído foi no próprio Brasil", disse ao UOL Ruy Marques, produtor do filme, que será lançado em DVD nos EUA pela produtora norte-americana Grail Films. "Foi muito mais difícil mesmo [no Brasil]. A ficção científica atrai grande interesse internacional, mas no Brasil esse gênero de cinema é particularmente esnobado", afirma. A distribuição por meio de DVDs está prevista para acontecer simultaneamente no Brasil e nos Estados Unidos no início de 2015.

Em "Caçadores de Espécies", o Exército brasileiro tenta recriar em um navio o "Projeto Filadélfia", suposto experimento naval de campo unificado no qual os EUA teriam feito uma embarcação desaparecer. Mas o projeto tupiniquim acaba afetando a estabilidade do planeta, fazendo com que Deus intervenha, enviando um representante alienígena à Terra. Cabe então à equipe de Caçadores de Espécies desvendar a linguagem dos deuses em símbolos secretos e salvar a humanidade.

"Caçadores de Espécies" traz a participação especial do escritor suíço Erich Von Daniken, autor do livro “Eram os Deuses Astronautas?”, que postula que alienígenas interferem na civilização humana desde a pré-história e que as divindades das principais religiões eram, na realidade, extraterrestres de tecnologia avançada. "Foi extraordinário ele querer participar, nem o Spielberg convidou ele", diz Marques, que ressalta que o início do filme conta com depoimentos de cientistas e religiosos sobre vida extraterrestre. "

"Nossa proposta foi reunir depoimentos da ciência e da religião. O padre que consultamos da Catedral de Curitiba precisou se reportar ao Vaticano antes de nos dar a declaração no filme", falou Marques, que também assina o roteiro.

Curitiba, cidade secreta

Marques conta que a própria história oculta de Curitiba ajudou na formação do roteiro. O longa possui trechos em túneis subterrâneos que datam da Primeira Guerra e da Segunda Guerra Mundial --usados pelos imigrantes alemães e italianos como refúgio--, assim como gravações em um cemitério da cidade, que possui uma pirâmide repleta de hieroglifos. "É uma cidade cheia de sinais maçônicos e símbolos secretos. A ufologia é o carro-chefe, mas pesquisamos tudo isso para o roteiro. Tivemos também o objetivo de retratar pontos turísticos da cidade de Curitiba, como o porto de Paranaguá e a serra do mar".

Marques ainda diz que houve preocupação em inserir no roteiro fatos reais. "Tivemos grande preocupação em embasar tudo na realidade. As naves extraterrestres construídas digitalmente para o filme foram embasadas em documentos reais da Força Aérea Brasileira, hoje disponibilizados no arquivo nacional", diz.

Making off do filme mostrando os túneis ocultos embaixo de Curitiba

Segundo ele, o design do alienígena que vem à Terra --interpretado por ele próprio-- foi inspirado em diversas mitologias. "Além dos olhos brancos de Zeus, ele usa um cajado que, ao centro, tem um leão, simbolizando Jesus, o Leão da tribo de Judá. Já a marca em seu rosto é o Olho de Hórus egípcio. Ele ainda usa uma roupa de monge com um circumponto em seu peito, o primeiro símbolo de Deus. O alienígena tem o nome de ALSET anagrama de Nikola Tesla, um dos maiores inventores de todos os tempos."

O produtor e ator conta que levou três anos para fazer "Os Caçadores de Espécies", mas faz mistério sobre o valor necessário para financiar o longa. "Mas foram nós mesmo que bancamos", diz Marques.

Ufólogo há 20 anos, o produtor disse que o filme tentou incorporar muito da tradição brasileira da ufologia, assim como o tema do próximo filme de "Os Caçadores de Espécies": a "Operação Prato", na qual a Força Aérea Brasileira teria tido contato com óvnis durante os anos 1970.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Cinema
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
EFE
do UOL
Topo