Cinema

Festival de Berlim 2015 vai homenagear o Technicolor com retrospectiva

Reprodução
Cena de "...E o Vento Levou" (1939), um dos clássicos do Technicolor que será exibido no Festival de Berlim imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

O Festival de Berlim anunciou que vai marcar o 100º aniversário do cinema em cores em 2015 com uma retrospectiva da época de ouro do Technicolor.

A 65ª edição do evento vai exibir cerca de 30 clássicos no formato, incluindo "...E o Vento Levou", "Cantando na Chuva" e "O Mágico de Oz", alguns deles em versão restaurada.

A retrospectiva vai cobrir o período do surgimento do Technicolor, em 1915, até 1953, quando foi introduzido o negativo colorido, que marcou o fim do Technicolor.

"O vermelho ardente dos céus do sul em '...E o Vento Levou", ou o amarelo brilhante das capas de chuva em 'Cantando na Chuva' - naquela época, o jogo de cores dramaticamente intensificadas foi uma sensação ", disse o diretor da Berlinale, Dieter Kosslick. "O processo do Technicolor se somou às tendências culturais e econômicas para produzir grandes obras cinematográficas de arte que ainda emocionam o público de hoje".

Entre os destaques da retrospectiva estão também os clássicos faroestes "Duelo ao Sol" (1946), de King Vidor, e "Legião Invencível" (1949), de John Ford, além de "Os Três Mosqueteiros" (1948), de George Sidney e o épico "O Jardim de Allah" (1936).

O Festival de Berlim 2015 será realizado de 5 a 15 de fevereiro, na capital alemã. O cineasta Darren Aronofsky ("Cisne Negro") preside o júri.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo