Filmes e séries

Primeiro trailer de "Star Wars 7" alerta para novo despertar da força; veja

Do UOL, em São Paulo

28/11/2014 13h15Atualizada em 28/11/2014 15h56

Foram reveladas nesta sexta-feira (28) as primeiras imagens do novo filme da saga "Star Wars", dirigido por J.J. Abrams. O primeiro teaser trailer de "Star Wars: O Despertar da Força" já está no ar, mas o filme só chega aos cinemas em dezembro de 2015.

Com cenas em Tatooine, o vídeo traz uma narração que alerta para um novo despertar da força, e mostra duas figuras que devem ser importantes para a trama: o personagem de John Boyega, vestindo um traje de Stormtrooper, e uma figura de capa negra, com um sabre de luz vermelho nas mãos, que deve ser o vilão da história.

Reprodução
John Boyega, que deve ser o herói de "Star Wars: O Despertar da Força", em cena do trailer do filme Imagem: Reprodução

Também é mostrado um novo robô, uma espécie de versão mais moderna de R2D2, e a nave Milleniun Falcon, do mercenário Hans Solo (Harrison Ford).

Poucos minutos após a divulgação, três termos relacionados ao trailer já estavam entre os assuntos mais comentados do Twitter no mundo todo: "# TheForceAwakens", "Millenium Falcon" e "JJ Abrams".

O longa se passa 30 anos após o final de "O Retorno de Jedi" e conta com o retorno de diversos atores da saga criada por George Lucas, como Ford (Han Solo), Carrie Fisher (Leia) e Mark Hamill (Luke Skywalker), que revivem seus personagens. 

Estreantes na saga, Boyega, Daisy Ridley, Adam Driver, Oscar Isaac, Andy Serkis, Domhnall Gleeson e Max von Sydow vão se juntar ao elenco.

Segundo o site da revista americana "Variety", Adam Driver, conhecido por sua atuação na série "Girls", será o vilão do novo filme. A revista, especializada em cinema, também havia antecipado que John Boyega está cotado para ser o protagonista jedi, que vai duelar contra Driver. Já Oscar Isaac seria uma espécie de novo Han Solo.

Pouco se sabe sobre o roteiro do novo filme, que seria baseado em uma ideia original de Michael Arndt, que ganhou um Oscar por "Pequena Miss Sunshine". Pelas imagens vazadas e divulgadas, sabe-se que parte da trama se passa no planeta desértico de Tatooine, local de origem da família Skywalker.

O diretor J. J. Abrams também disse em depoimentos que vai usar muitos efeitos práticos no lugar da computação gráfica para os novos filmes da série, que ficou conhecida por avançar a qualidade dos efeitos especiais no cinema.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski

Roberto Sadovski

As 25 melhores histórias em quadrinhos da Liga da Justiça

Pincelar as melhores histórias da Liga da Justiça é um trabalho complexo. Não pela falta de qualidade, mas pelo contraste: muita coisa entre os primórdios da equipe e o final dos anos 80 tem mais valor por sua inegável importância histórica do que por seus predicados artísticos. O gibi da Liga, afinal, viveu por anos na sombra da animação Superamigos, e isso deixou o tom das histórias mais ingênuo e infantil até a reformulação pós-Crise nas Infinitas Terras. Mas garimpar todas as fases em décadas de aventuras trouxe boas surpresas e ótimas descobertas - além do perceber que, em boas, mãos, a Liga pode ser incrível! A leitura rendeu algumas conclusões. Primeiro, não há absolutamente nada errado em usar histórias de super-heróis para fazer humor! Segundo, o horrendo período dos Novos 52, que privilegiou forma, ignorou substância e fez um flashback sinistro dos primórdios da Image Comics nos anos 90 (urgh), não foi tão cruel com a Liga. Terceiro, pouca gente escreve e entende os herói tão bem quanto Grant Morrisson e Mark Waid. No mais, a Liga da Justiça, em usas diversas encarnações, ainda é aposta certeira quando o assunto é entretenimento - afinal, só uma equipe criativa muito canhestra poderia melar uma mistura de personagens e personalidades e superpoderes tão diversa e tão bacana! Acredite, se os super-heróis mais lendários do mundo sobreviveram a Extreme Justice, nada é capaz de derrotá-los!

Cinema
Colunas - Flavio Ricco
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
Roberto Sadovski
Cinema
Topo