Filmes e séries

Após 16 anos, filme de Bob Esponja consegue misturar humanos com animação

Felipe Branco Cruz

Do UOL, em São Paulo

04/02/2015 18h28

O enredo de "Bob Esponja - Um Herói Fora D'Água", que estreia nesta quinta-feira (5), poderia muito bem ter sido usado em algum episódio da série da TV, exibida desde 1999 no canal por assinatura Nickelodeon e também na TV Globo. É possível afirmar ainda, com relativa segurança, que pouca coisa mudou nos últimos 16 anos em que o programa é produzido.

A história do filme é simples. No fundo do mar, na Fenda do Biquíni, vive Bob, uma esponja do mar (que tem formato de esponja de lavar) e usa calças quadradas. Bob mora dentro de um abacaxi e tem Gary como animal de estimação, que é um caracol. O melhor amigo de Bob é Patrick, uma estrela do mar. A melhor amiga é a Sandy Bochecha, um esquilo que usa uma roupa de astronauta para viver embaixo d'água.

Bob trabalha na lanchonete Siri Cascudo, propriedade do ganancioso Siriguejo (mistura de siri com caranguejo). O responsável pelo caixa é o mal-humorado e preguiçoso Lula Molusco. A lanchonete é um sucesso na Fenda do Biquíni e Bob Esponja prepara o lanche mais gostoso dos sete mares, o hambúrguer de siri. O maior inimigo dessa turma é o Plâncton, dono da lanchonete Balde de Lixo, que tenta de todas as formas roubar o segredo do hambúrguer de siri.

Tanto a animação exibida na TV quanto o filme não estão preocupados com “detalhes” da natureza que nunca poderiam ocorrer dentro do mar. Como, por exemplo, as casas da Fenda do Biquíni pegarem fogo ou Bob Esponja tomar banho de chuveiro, embora ele esteja dentro do mar. Não seria exagero afirmar que Bob Esponja é algo completamente surreal e, ao mesmo tempo, cativante.

A única diferença do filme para a animação da TV é que desta vez Bob Esponja e sua turma saem da água e são interpretados por atores reais. O longa, inclusive, tem a participação de Antonio Banderas, que interpreta o pirata Barba Burguer. O resto é igual na TV e mantém a característica de fazer piadas completamente inocentes que divertem os pequenos e outras repletas de duplos sentidos, que só os adultos compreendem.

Com um enredo tão simples, qual é, então, o segredo do sucesso, capaz de conquistar crianças e fazer os adultos rolarem de rir?

Quem nos ajuda a responder é o animador e ilustrador brasileiro, Ennio Torresan, que participou da criação do Bob Esponja em 1999. "Atualmente trabalho para a Dreamworks. Deixei a produção do desenho logo no início. Ainda não vi o novo filme. Mas a ideia de misturar atores reais e animação já era algo que queríamos fazer desde os primeiros episódios", disse ao UOL. Depois de deixar o projeto do Bob Esponja, Ennio trabalhou em animações como “Turbo”, “Kung Fu Panda”, “Megamente” e recentemente no filme brasileiro “Até que a Sbornia nos Separe”.

O clima de descontração da equipe de produção é um dos grandes responsáveis pelo sucesso da animação. Ennio lembra que Stephen Hillenburg, um dos criadores do Bob Esponja, sorteou o nome do brasileiro durante um amigo oculto. O presente foi uma estrela do mar esmagada que Stephen usou para demonstrar aos executivos da Nickelodeon que era possível em Bob Esponja misturar objetos reais com desenho animado. “Depois de tantos anos, eu não sei onde guardei a estrela do mar. Era o Patrick esmagado com a língua de fora e os olhinhos fechados”, lembra.

Assista ao trailer do filme do Bob Esponja

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
UOL Cinema - Imagens
Cinema
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
EFE
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
AFP
Cinema
do UOL
do UOL
Cinema
BBC
do UOL
EFE
Cinema
Topo