Cinema

Ator e diretor Paulo José diz que cinema brasileiro é "pior do mundo"

Divulgação
Paulo José durante o 21° Festival de Vitória, em setembro de 2014. O ator e diretor tem se afastado das câmeras nos últimos anos. imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

Um dos atores mais respeitados do Brasil, o veterano Paulo José teceu duras críticas à produção cinematográfica nacional. “Penso, com pessimismo, que o cinema brasileiro continua a fazer o pior cinema brasileiro do mundo”, disse em entrevista publicada nesta segunda-feira (9) pelo jornal O Globo.

Aos 77 anos, o ator, que tem se afastado das câmeras nos últimos anos devido ao mal de Parkinson que sofre desde 1992, ainda se referiu à produção nacional como uma “horta devastada, muita terra e dois pés de mandioca”.

“Parece que os diretores descobriram o macete de transformar um roteiro incipiente num filme medíocre, uma história banal conduzida por personagens igualmente banais”, disse. “Há uma mistura ótima para o sucesso: atores e atrizes da TV fazendo caretas nas cenas de riso, vertendo lágrimas nas de emoção. Ainda há quem faça cinema por necessidade de expressão, mas são poucos.”

Na entrevista, o ator, que tem mais de 90 trabalhos na TV e no cinema, ainda avaliou como positiva a chamada “cota de tela”, lei que obriga os cinemas a exibirem uma quantidade mínima de produções nacionais. “Aqui entre nós, a classe [cinematográfica] reclama muito”, disse.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo