Filmes e séries

Legendas erradas em cópia chinesa de "Vingadores 2" irritam público

Do UOL, em São Paulo

14/05/2015 16h02

As cópias chinesas do filme “Vigadores: Era de Ultron” estão causando irritação no público da China. Isso porque muitas das legendas têm vindo com traduções erradas ou literais do inglês para o chinês, o que nem sempre faz sentido.

Segundo o site do “Hollywood Reporter”, há uma cena em que o Capitão América diz no filme, “I´m home” (“Estou em casa”, que foi traduzido como “Eu sou bom”). Em outro ponto, uma fala sobre ter que esperar muito tempo se tornou “estou muito velho” em chinês.

Outra reclamação que internautas chineses têm feito sobre o filme é sobre as traduções literai. Por exemplo, quando o Capitão América dá alguns conselhos, dizendo: “You get hurt, hurt ‘em back. You get killed... walk it off” (algo como “se te machucarem, machuque de volta, agora se você morreu, saia do caminho”). Isso foi traduzido como “Corra rápido se alguém tentar matá-lo.”

Em outra cena, Homem de Ferro tenta reunir as tropas para lutar até a morte com a fala “we may not make it out of this” (que seria algo como “não podemos ficar fora disso” ou “não podemos nos eximir desta responsabilidade”). Por algum motivo isso tudo foi traduzido em chinês como “vamos recuar agora”.

Alguns internautas brincaram que a tradução para o filme parecia ter sido feita pelo Google Translator. O tradutor que fez as legendas para o chinês, segundo o “THR”, é um veterano. Liu Dayong fez as legendas de “O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos”, “Avatar” e “Titanic”.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

do UOL
UOL Cinema - Imagens
Cinema
do UOL
AFP
do UOL
Reuters
AFP
do UOL
Reuters
do UOL
Reuters
do UOL
BBC
do UOL
Chico Barney
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
UOL Entretenimento
Cinema
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
Cinema
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
Chico Barney
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski

Roberto Sadovski

As 25 melhores histórias em quadrinhos da Liga da Justiça

Pincelar as melhores histórias da Liga da Justiça é um trabalho complexo. Não pela falta de qualidade, mas pelo contraste: muita coisa entre os primórdios da equipe e o final dos anos 80 tem mais valor por sua inegável importância histórica do que por seus predicados artísticos. O gibi da Liga, afinal, viveu por anos na sombra da animação Superamigos, e isso deixou o tom das histórias mais ingênuo e infantil até a reformulação pós-Crise nas Infinitas Terras. Mas garimpar todas as fases em décadas de aventuras trouxe boas surpresas e ótimas descobertas - além do perceber que, em boas, mãos, a Liga pode ser incrível! A leitura rendeu algumas conclusões. Primeiro, não há absolutamente nada errado em usar histórias de super-heróis para fazer humor! Segundo, o horrendo período dos Novos 52, que privilegiou forma, ignorou substância e fez um flashback sinistro dos primórdios da Image Comics nos anos 90 (urgh), não foi tão cruel com a Liga. Terceiro, pouca gente escreve e entende os herói tão bem quanto Grant Morrisson e Mark Waid. No mais, a Liga da Justiça, em usas diversas encarnações, ainda é aposta certeira quando o assunto é entretenimento - afinal, só uma equipe criativa muito canhestra poderia melar uma mistura de personagens e personalidades e superpoderes tão diversa e tão bacana! Acredite, se os super-heróis mais lendários do mundo sobreviveram a Extreme Justice, nada é capaz de derrotá-los!

Cinema
Topo