Cinema

No sensível "Lounder than Bombs", família tenta superar suicídio da mãe

Thiago Stivaletti

Do UOL, em Cannes (França)

A Competição do Festival de Cannes apresentou outro bom filme neste domingo (17): "Louder than Bombs", do dinamarquês Joachim Trier. Produção com elenco internacional rodada em inglês nos Estados Unidos, o filme mostra uma família destroçada pela morte da mãe, uma famosa fotógrafa de guerra, Isabelle (Isabelle Huppert). Essa morte esconde um segredo, revelado logo no início do filme --o acidente de carro foi na verdade um suicídio sem motivo aparente.

Um adolescente fechado tem uma relação áspera com o pai (Gabriel Byrne, de "Em Terapia") quando o irmão (Jesse Eisenberg, de "A Rede Social") volta para visitá-los logo depois de se tornar pai. Isabelle aparece o filme inteiro, como memória ou sonho, na cabeça do marido e dos filhos.

Trier, diretor do ótimo "Oslo, 31 de Agosto", faz um filme sensível sobre a dificuldade de se lidar com as perdas. Poderia ser mais um filme sobre o destino trágico de um adolescente problemático --o irmão mais velho chega a brincar perguntando ao irmão se ele não vai acabar cometendo um massacre na escola como Columbine. Mas o diretor leva o filme para um caminho mais leve e humano, sempre permeado por um leve humor.

"A TV faz tão bem esse tipo de drama familiar. Mas eu amo o cinema, então tentei sequestrar de volta esses temas para a tela grande", disse o diretor. Huppert explicou a decisão de se filmar em inglês. "Este é um filme internacional, mas no melhor sentido da palavra. Havia uma verdadeira vontade em Joachim de filmar nos EUA.

Isabelle [a personagem] pode ser maternal, ausente, depressiva, voluntariosa, conforme a lembrança que cada um da família tem dela. Ela não compreende nem a si mesma, talvez por isso resolva desaparecer", disse a atriz, que tem ainda mais dois filmes em Cannes este ano --"O Vale do Amor" e "Asphalt".

"Há uma mistura de culpa e arrependimento, algo que muitos pais e filhos podem sentir. Como os membros de uma família lidam com o luto depois de uma tragédia como essa?", disse Gabriel Byrne.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo