Cinema

Famoso por Drácula e Saruman, ator Christopher Lee morre aos 93 anos

Do UOL, em São Paulo

O ator britânico Christopher Lee, famoso por viver nos cinemas o vampiro Drácula dos anos 1950 aos 1970 e o vilão de longos cabelos brancos Saruman, das sagas “O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit”, morreu aos 93 anos na manhã do último domingo (7) de insuficiência cardíaca e respiratória. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (11) pelo site do jornal britânico “The Telegraph”.

Segundo o “Telegraph”, citando fontes próximas à família de Lee, o ator morreu no Hospital Chelsea e Westminster, em Londres. O artista estava se tratando havia três semanas, por conta de problemas respiratórios e cardíacos. No dia 27 de maio, ele passou seu aniversário de 93 anos no hospital.

Getty Images
O ator Christopher Lee em imagem de agosto de 2013 imagem: Getty Images
De acordo com o site britânico, o anúncio da morte de Lee demorou a sair porque a mulher do ator, a ex-atriz e modelo dinamarquesa Gitte Lee (nascida Birgit Kroencke) decidiu esperar até que todos os parentes próximos fossem avisados. O casal ficou junto por mais de 50 anos e teve uma filha, Christina Erika Lee, hoje com 53 anos.

Entre os vários filmes de terror em que atuou, Lee se destacou como o Conde Drácula em "Drácula" (1958), "Drácula: o Príncipe das Trevas" (1966), "Drácula, o Perfil do Diabo" (1968), "O Conde Drácula" (1970), "O Sangue do Drácula" (1970), "Drácula no Mundo da Minissaia" (1972) e "Os Ritos Satânicos de Drácula" (1974).

Lee também ficou conhecido por dar vida a grandes vilões, como o Conde Dookan, da série “Star Wars” (nos episódios II e III – "Ataque dos Clones", de 2002, e "A Vingança dos Sith", de 2005), e Francisco Scaramanga, que tentava atrapalhar a missão do agente James Bond em "007 contra o Homem com a Pistola de Ouro" (1974).

O ator trabalhou, ainda, em filmes do diretor Tim Burton, como "A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça", "A Fantástica Fábrica de Chocolate" e "Sombras da Noite", e emprestou a voz a personagens de "A Noiva Cadáver" e "Alice no País das Maravilhas". Também interpretou o personagem-título de "A Maldição de Frankenstein" (1957).

Nascido em 1922, o britânico iniciou sua carreira na década de 1940 e foi considerado um dos melhores atores de sua época quando, em 1958, interpretou Drácula pela primeira vez. Desde então, participou de dezenas de produções cinematográficas. Em 2009, recebeu o título de cavaleiro ("Sir") concedido pela coroa britânica. O ator também foi um veterano condecorado da Segunda Guerra Mundial, onde serviu como voluntário na Força Aérea Real Britânica e, mais tarde, como oficial de inteligência do Grupo de Longo Alcance do Deserto do Reino Unido.

Em novembro de 2015, será lançado um longa póstumo de Lee, o drama "Angels in Notting Hill" ("Anjos em Notting Hill").

Carreira no heavy metal

Lee ainda teve uma carreira musical, que começou em 2004, quando foi convidado a narrar passagens de músicas da banda italiana de metal sinfônico Rhapsody of Fire. Sua atuação foi tão boa, que ele gravou uma canção do álbum e ainda chegou a participar de outros três discos do grupo.

Além disso, o ator britânico colaborou na regravação de um álbum da banda de metal Manowar e, em 2013, gravou seu segundo CD do gênero, "Charlemagne: The Omens of Death", para comemorar seu aniversário de 91 anos.

Há pouco mais de um ano, em maio de 2014, Lee celebrou 92 anos com o lançamento de um novo álbum de heavy metal, intitulado "Metal Knight". O disco foi seu terceiro trabalho musical solo.

O álbum reúne quatro canções originais e mais três versões alternativas delas. Entre as faixas, há duas canções baseadas em musicais de Dom Quixote, clássico personagem de Miguel de Cervantes; além de "The Toreador March" ("A Marcha do Toreador"), da ópera "Carmen", de George Bizet, e "My Way", popularizada na voz de Frank Sinatra. 

Em um vídeo publicado no YouTube na época, Lee falou sobre esse trabalho e destacou que Dom Quixote é o personagem de ficção "mais metaleiro" que ele já havia conhecido. "Ele só está tentando mudar o mundo sem importar com as consequências pessoais. É um grande homem e cheio de atrevimento, coragem, determinação, romantismo e sonhos", afirmou o ator.

"Associo o heavy metal com a fantasia pelo tremendo poder que se desprende dessa música", apontou Lee, que já havia demonstrado sua afinidade com o metal em várias ocasiões.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo