Cinema

Diretor de "Kick-Ass" diz que quer reviver a franquia com filme de Hit-Girl

Divulgação
Chloe Grace Moretz, como a personagem Hit-Girl, em cena da "Kick-Ass 2" imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

Dirigido por Matthew Vaughn, “Kick-Ass – Quebrando Tudo” (2010) é um filme de orçamento modesto que conseguiu grande sucesso ao mostrar, com cenas cheias de violência, a história de um garoto (Aaron Taylor-Johnson) que decide vestir uma fantasia e se tornar super-herói no mundo real.

Lançado em 2013, com direção de Jeff Wadlow, “Kick-Ass 2” já não foi tão bem recebido pelo público e pela crítica. Vaughn, no entanto, revelou ao site Yahoo Movies que planeja fazer uma prequela da saga focada na heroína Hit Girl (vivida por Chloë Grace Moretz nos dois “Kick-Ass”).

Segundo Vaughn, o plano é ressuscitar a franquia com o filme da personagem e, depois, fazer “Kick Ass 3”. “Nós estamos trabalhando na kideia de uma prequela sobre como Hit Girl e Big Daddy se tornaram Hit Girl e Big Daddy”, disse o diretor, referindo-se também ao personagem vivido por Nicholas Cage em “Kick-Ass”. “Se nós fizermos isso, esperamos que seja um ‘sorvete’ para as pessoas que não gostaram de ‘Kick-Ass 2’ e que depois possamos ir em frente e fazer Kick-Ass 3. Eu acho que devemos fazer essa prequela para reconquistar o amor que conseguimos com ‘Kick-Ass’.”

Em maio, Mark Millar autor da HQ “Kick-Ass”, que inspirou o filme, revelou que havia discutido fazer um filme da Hit-Girl com Vaughn que seria tão maluco que faria com que ‘Kick-Ass’ se parecesse com “Procurando Nemo”.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo