Cinema

Pelo terceiro ano seguido, Brasil vence em maior festival de animação

Reprodução
"Guida", de Rosana Urbes, conta a história de uma senhora que se redescobre na terceira idade imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

O curta brasileiro “Guida” saiu como vencedor na tradicional premiação de animação de Annecy, na França, que acabou no último domingo (21). A obra da cineasta Rosana Urbes ganhou o prêmio "Jean-Luc Xiberras" de melhor curta de estreia e, pelo terceiro ano consecutivo, os cineastas brasileiros voltam com troféus para casa.

O Brasil já havia sido vencedor no festival com “Uma história de amor e fúria”, de Luiz Bolognesie, em 2013 e “O menino e o mundo”, de Alê Abreu, no ano passado.

O curta “Guida” conta a história de uma senhora que trabalha há 29 anos como arquivista de um fórum e que tem sua vida alterada quando decide posar como modelo vivo em um centro cultural. Segundo Rosana, a obra “fala sobre a passagem do tempo, a nostalgia e a busca poética pela inspiração como forma de renovação da vida”.

"Guida" também já havia ganhado os premios de melhor curta nas edições paulista e carioca do Anima Mundi, além de levar também Prêmio BNDES.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo