Filmes e séries

Salvo por campanha, último cinema drive-in do país é cenário de filme

Mariane Zendron

Do UOL, em Gramado (RS)

12/08/2015 16h44

Há um lugar no Brasil em que é possível ver, ao mesmo tempo, filmes e estrelas.  O último cinema drive-in do país está localizado em Brasília, sofre ameaça constante de fechamento e virou cenário do filme "O Último Cine Drive-In", de Iberê Carvalho. Na competição de longas do 43º Festival de Gramado, o filme chega ao circuito comercial no dia 20 de agosto.

Na ficção, Marlombrando (Breno Nina) e seu pai Almeida (Othon Bastos) correm contra o tempo para realizar uma última sessão especial no local antes de seu fechamento, anunciado pelo poder público. A ficção bebeu bastante na realidade. Localizado em um dos lugares mais privilegiados de Brasília, ao lado do estádio Mané Garrincha, o drive-in é um anexo do autódromo da cidade e um projeto de reforma para receber melhor grandes competições automobilísticas coloca em risco a existência do lugar.

"Quando rodamos o filme em 2013, disseram que teríamos apenas seis meses para rodar até a demolição. Chegamos a planejar colocar essas imagens no filme, mas felizmente isso não aconteceu", contou ao UOL o diretor Iberê Carvalho. Isso porque, na mesma época, um grupo chamado Urbanistas por Brasília criou um abaixo-assinado online contrário à demolição. Matérias no global "Fantástico" e na revista "Piauí" expandiram o movimento. Em cinco semanas, foram angariadas mais de 18 mil assinaturas. A expectativa era de 3 mil adesões.

A comoção popular barrou por ora o fim do lugar, mas ainda é necessário regularizar o contrato  para que a proteção seja definitiva, mas isso depende do governo da cidade.

Reprodução/Facebook/O Último Cine Drive-In
Imagem antiga do Cine Drive-In, inaugurado em Brasília em 1973 Imagem: Reprodução/Facebook/O Último Cine Drive-In

Tempos áureos, decadência e retomada

Inaugurado em 1973, o cinema ficou lotado por quase dez anos em uma cidade projetada para os carros. A primeira crise veio nos anos 1980, com a popularização do vídeo-cassete. A segunda, nos anos 1990, com o DVD e a TV a cabo.

A administradora do local, Marta Facundes, começou a trabalhar na bilheteria do cinema em 1975, ajudando seu pai, que era o gerente. Em 1989, ela assumiu a gerência, que conta com oito funcionários que cuidam da bilheteria, lanchonete e limpeza.

O abaixo-assinado, a mídia e o filme foram responsáveis, segundo Marta, por levar o público de volta ao drive-in. Há cinco anos, ela chegou a exibir filmes sem um único carro no asfalto, só para não ser despejada. "Hoje, nosso público é de 5 mil pessoas por mês".

O drive-in é capaz de acomodar 500 veículos em seu estacionamento e tem uma tela de concreto de 312 metros quadrados. A atriz Fernanda Rocha, que no longa vive a projecionista Paulinha, fez um laboratório de muitas semanas que incluiu trabalho na lanchonete e na bilheteria. "O drive-in é um lugar muito interessante. Depois de um tempo vivendo lá, você tem a impressão de que o tempo parou". Por sua atuação, Fernanda ganhou o prêmio de melhor atriz no Festival do Rio de 2014.

Para manter a clientela, Marta aposta em blockbusters. Atualmente são exibidos "Divertida Mente", "O Exterminador do Futuro: Gênesis" e "Meu Passado Me Condena 2". Quando falou com a reportagem, ela estava contente. "Estão instalando nesse momento o projetor digital", comemorou ela.

Os técnicos têm que correr para deixar tudo pronto para o dia 19 de agosto, quando o cinema recebe a pré-estreia do "Último Cine Drive-In". Fernanda Rocha e Chico Sant'Anna, que vive o bilheteiro Zé na ficção, estarão na exibição caracterizados como seus personagens. "Estaremos com o uniforme usado no filme e serviremos as pessoas", contou a atriz. Tudo para não deixar a magia do cinema morrer.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Cinema
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
Topo