Filmes e séries

Mariana Ximenes vence prêmio de melhor atriz no Festival de Gramado

Mariane Zendron

Do UOL, em Gramado (RS)

Mariana Ximenes venceu o kikito de melhor atriz no Festival de Gramado, na noite deste sábado (15), por um "Um Homem Só". "É um filme que nasceu da vontade de experimentar", disse. Nervosa e com a voz trêmula, ela agradeceu Vladimir Brichta e toda a equipe do longa.

Convidado ao palco para entregar algumas estatuetas para concorrentes de longas-metragens, Luiz Carlos Barreto, o Barretão, defendeu a democracia e se disse contra os que planejam um golpe no país. O produtor foi aplaudido pela maioria da plateia, mas era possível ouvir algumas vaias na plateias.

A cerimônia começou com 40 minutos de atraso e contou com a presença de Mariana Ximenes e Vladimir Brichta, protagonistas de "Um Homem Só", filme premiado com melhor fotografia.

"Ausência", do cineasta Chico Teixeira, venceu o prêmio de melhor filme do 43º Festival de Gramado. O diretor não foi à cerimônia porque passa por um tratamento de um câncer. Subiram ao palco para receber a premiação os dois protagonistas do longa, Gilda Nomacce e Matheus Fagundes.

O longa ganhou quatro prêmios em Gramado. Além de melhor filme, melhor diretor, melhor roteiro e melhore trilha musical. Outro filme a vencer quadro vezes, “O Último Cine Drive-In” ficou com os Kikitos de melhor ator (Breno Nina), melhor atriz coadjuvante (Fernanda Rocha), melhor direção de arte e com o prêmio do júri da crítica.

O melhor ator foi Breno Nina, de "O Último Cine Drive-In", de Iberê Carvalho. Ao subir ao palco, Nina agradeceu Othon Bastos, com quem contracenou. "Nem quando eu tiver 80 anos, vou ter a dimensão do que foi ter sido seu filho no filme".

A banda Rock de Galpão, de Porto Alegre, embalou a noite nos intervalos da premiação. O grupo musical participou de uma homenagem ao Teixeirinha, astro e produtor do cinema nacional.

Ao longo de oito dias de competição, foram exibidos no Palácio dos Festivais 15 curtas-metragens brasileiros, oito longas brasileiros e sete longas de países como Cuba, Equador, Argentina, Uruguai, Costa Rica e México.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

EFE
EFE
Colunas - Flavio Ricco
Blog do Barcinski
Roberto Sadovski
redetv
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Jogos
Reuters
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
AFP
Reuters
do UOL
Reuters
do UOL
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
Blog do Matias
do UOL
AFP
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Roberto Sadovski
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
EFE
Colunas - Flavio Ricco
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
Topo