Cinema

Atualizada em 12.09.2015 15h46

Acidente com avião do novo filme de Tom Cruise mata duas pessoas

Corpo de Bombeiros de San Pedro de los Milagros/Efe
Destroços do pequeno avião que caiu no município de San Pedro de los Milagros, no noroeste da Colômbia imagem: Corpo de Bombeiros de San Pedro de los Milagros/Efe

Do UOL, em São Paulo

Dois membros da equipe de produção do filme “Mena”, estrelado por Tom Cruise, morreram em um acidente aéreo na Colômbia nesta sexta-feira (11). As vítimas são os pilotos Alan David Purwin (americano) e Carlos Berl (colombiano). O terceiro tripulante que estava na aeronave, o piloto americano Jimmy Lee Garind, está em estado grave.

Os pilotos estavam a bordo do avião usado nas gravações do longa, um bimotor Piper PA-60, que caiu em uma área montanhosa no município de San Pedro de los Milagros, no noroeste da Colômbia. As autoridades locais acreditam que o mau tempo pode ter sido a causa do acidente. 

Reprodução/Instagram
O piloto americano Alan David Purwin e o ator Tom Cruise na Colômbia imagem: Reprodução/Instagram

"Mena" é baseado na vida de Barry Seal (interpretado por Tom Cruise), um piloto norte-americano que, na década de 1980, trabalhou para o narcotraficante Pablo Escobar, chefe do cartel de Medellín, e que depois foi informante da DEA, a agência antidrogas dos Estados Unidos.

A produção de "Mena" começou em maio deste ano na Geórgia, nos Estados Unidos, e está a cargo do nova-iorquino Doug Liman, diretor de outros filmes de ação como "A Identidade Bourne", e produtor de "O Ultimato Bourne". 

Em um comunicado, a Universal Pictures informou que a equipe tinha acabado de finalizar as filmagens. "Em nome da produção, nossos corações e orações vão para os membros da tripulação e suas famílias neste momento difícil", disse o comunicado.

No dia 19 de agosto, Tom Cruise chegou à Colômbia para as gravações do filme e se transformou no grande assunto nacional por sua presença em Medellín.

O piloto americano 
Purwin foi fundador e presidente da Helinet Technologies, sediada em Los Angeles, uma empresa de fornecimento de vigilância aérea. No site da empresa, ele é descrito como "um dos principais pilotos de cinema da sua geração". 

De acordo com seu perfil no IMDB (Internet Movie Database), Purwin já havia trabalhado em diversos filme de Hollywood e séries de TV (Transformers", "Pearl Harbor" e "Piratas do Caribe") como piloto de aeronaves que fazem imagens aéreas. Ele também interpretou pilotos em produções, como "Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros" (2015), "A Hora Mais Escura" (2012) e "Proposta Indecente" (1993). 

Ele pilotou helicóptero pela primeira vez aos 16 anos e dois anos mais tarde teve seu primeiro trabalho de varredura de colheita em Indiana, segundo o site da Helinet. "A Paixão duradoura de Alan pelo cinema e por aviões criou imagens aéreas amadas por milhões em todo o mundo", de acordo com uma bio on-line no site da Shotover, uma subsidiária de filmagens aérea de Helinet.

Em seu último tweet, na quarta-feira, Purwin expressava alegria numa aterrissagem numa pista de terra entre as montanhas imponentes que cervam Santa Fé de Antioquia.

Garland, o único sobrevivente, é um instrutor de vôo e gerente de um aeroporto regional da Geórgia, perto de Atlanta.

*Com informações da EFE, AP e CNN

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo