Cinema

Faltam protagonistas mulheres no cinema de ação, diz Cléo Pires

Leonardo Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

Principal atração de "Operações Especiais", a atriz Cléo Pires comentou, na tarde desta segunda (5) o ineditismo de sua personagem. No longa, ela interpreta uma recepcionista de hotel que decide virar policial civil. Um raro caso, mesmo no cinema internacional, de protagonista feminina de filme de ação.

"Existem muito poucas personagens que sejam interessantes e protagonistas. Gostaria que houvesse mais. É um papel importante para os filmes de ação. Se ele servir para levantar essa questão, acho ótimo ser a primeira", disse a atriz, em entrevista coletiva em São Paulo.

"Esse filme veio para mostrar que, sim, é possível uma mulher ser policial, como qualquer outra profissão, completou o ator Thiago Martins, que também vive um policial na trama do diretor Tomás Portella, que chega aos cinemas no próximo dia 15.

Segundo o cineasta, a escolha por Cléo, que inicialmente teria um papel secundário e foi crescendo nas filmagens, é representativo "dos novos tempos".

O filme, que retrata um grupo de policiais militares honestos no Rio, conta ainda na trilha sonora com uma música da cantora Pitty ("Teto de Vidro"), conhecida também pelo discurso feminista.

"Queríamos uma música que tivesse apelo. Mostramos o roteiro para a Pitty, e ela adorou. A letra e o som casam perfeitamente com a ideia que queríamos passar", diz Portella.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo