Filmes e séries

Mãe de dublador morto chora e desabafa: "Não sei se conseguirei sobreviver"

Reprodução/TV Record
Emocionada, mãe de dublador morto concedeu entrevista pela primeira vez Imagem: Reprodução/TV Record

Do UOL, em São Paulo

07/10/2015 15h40

Ana Maria de Melo, mãe de Caio César, policial militar que dublava a voz do personagem Harry Potter, falou pela primeira vez sobre a morte do filho, ocorrida na semana passada durante uma operação no Complexo do Alemão, na zona Norte do Rio. Emocionada, Ana Maria afirmou que a morte de Caio César aconteceu de forma "estúpida" e que não sabe se irá conseguir "sobreviver a essa perda".

"[Após saber da morte,] eu saí chorando e gritando pelo hospital e dizendo 'senhor, eu não tenho mais motivo nenhum para viver'. Apesar de ter uma neta --Caio era pai de uma menina de 7 anos--, eu me acho com o coração muito amargurado, eu me acho uma pessoa muito triste. Às vezes, eu acho que eu não vou sobreviver a essa perda, foi muito grande, muito estúpida", disse ela, em entrevista ao programa "Hoje em Dia", da TV Record. "Tenho passado momentos muito difíceis", acrescentou.

"Quando eu soube que ele tinha passado para a polícia, ele chegou e me disse 'mãe, eu vou fazer uma prova aí, uma inscrição'. Aí, ele depois, veio me falar que tinha passado. Eu disse 'Caio, não era isso o que queria para a sua vida'", contou.

Caio César Ignácio Cardoso de Melo, dublador de Daniel Radcliffe, protagonista da franquia "Harry Potter", morreu depois de ser ferido com três tiros, sendo um no pescoço.

Caio César atuava na UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Fazendinha, uma das quatro do Complexo do Alemão. Ele fazia patrulhamento de rotina no Campo do Sargento quando, por volta das 11h, quando a guarnição foi atacada a tiros. Houve troca de tiros, mas somente Caio foi atingido pelos disparos. Ele foi socorrido e levado para o hospital Estadual Getúlio Vargas, onde ficou internado na UTI, mas não resistiu.

Colegas de trabalho no meio artístico receberam a notícia da morte com perplexidade. "Ele era atirador de elite da polícia. Estamos em choque", disse ao UOL o dublador e amigo de Caio Ricardo Schnetzer, conhecido como a voz de atores como Al Pacino e Nicolas Cage.

A dubladora Marisa Leal publicou uma mensagem de luto em seu perfil no Facebook: "Vá com Deus, Caio. Fique em paz. Vamos sentir saudade. Nosso eterno Harry Potter".

Caio César emprestou sua voz a Daniel Radcliffe em todos os filmes da saga "Harry Potter". Além do bruxo, ele fez desenhos como "X-Men Evolution", "Du, Dudu e Edu" e "Avatar: A Lenda de Aang". Também dublou Christopher Uckermann na novela mexicana "Rebelde".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Estadão Conteúdo
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
UOL Cinema - Imagens
redetv
redetv
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
Reuters
Reuters
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
redetv
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
Cinebiografia a caminho
Reuters
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
Chico Barney
Roberto Sadovski
redetv
redetv
do UOL
EFE
EFE
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
EFE
EFE
Colunas - Flavio Ricco
Topo